16% das empresas portuguesas sofreu incumprimentos significativos este ano

Cerca de 16% das empresas portuguesas registaram este ano “incumprimentos significativos”, apesar das injeções de liquidez e dos estímulos fiscais recebidos para atenuar os efeitos económicos da covid-19, segundo um estudo da Iberinform hoje divulgado.

Além disso, 42% das empresas detetou uma «deterioração nos níveis de solvência dos seus clientes causada pela pandemia que gerou um agravamento do risco de crédito associado à sua carteira».

Estes são os resultados mais significativos do inquérito de outono do estudo hoje divulgado pela Crédito y Caución e pela Iberinform.

pub


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*