A inteligência (QI) não determina o sucesso (só 1 a 2%). Então, o que faz verdadeiramente a diferença?

Muitas pessoas perguntam-se «será que sou realmente inteligente o suficiente para realizar os meus sonhos?» Algumas até recusam ofertas de emprego ou não procuram oportunidades porque acharem não ter o potencial para ter sucesso. Mas de acordo com uma nova experiência conduzida pelo vencedor do Nobel James Heckman, o QI não está praticamente relacionado com o sucesso, avança o INC.

 

Para chegar a essa conclusão, os investigadores analisaram dados sobre pontuações de QI, resultados de testes padronizados, notas e avaliações de personalidade de milhares de pessoas na Grã-Bretanha e calcularam o quão próximo cada um desses factores previu os lucros futuros.

Mas que a percentagem de sucesso futuro depende do QI de uma pessoa? Apenas 1 ou 2%. As pontuações brutas de QI dificilmente importam quando se trata de sucesso no mundo. Então, quais características são mais importantes?

A equipa de investigadores concluiu que as notas eram melhores indicadores do sucesso adulto do que as pontuações brutas de QI, mas não, por causa do que aquele A em química diz sobre as capacidades inatas do cérebro. Em vez disso, a equipa concluiu que traços de carácter como consciência (em essência, o facto de que pegou na tabela periódica e estudou) e abertura (que estava curioso sobre química em primeiro lugar) são muito mais preditivos do sucesso.

«O estudo descobriu que as notas e os resultados dos testes de aproveitamento eram indicadores muito melhores do sucesso adulto do que as pontuações brutas de QI. As notas reflectem não apenas a inteligência, mas também o que Heckman chama de ‘habilidades não cognitivas’, como perseverança, bons hábitos de estudo e capacidade de colaboração, noutras palavras, consciência. Em menor grau, o mesmo se aplica aos resultados dos testes».

Resumindo: «A personalidade conta», segundo Flam. Aparentemente, muito.

Esta é uma boa notícia para os interessados ​​em autoaperfeiçoamento, porque, embora o QI seja amplamente fixo, a personalidade é mais maleável. Outro estudo da Heckman mostra que as intervenções na infância para ajudar as crianças a desenvolver os traços de personalidade certos para o sucesso podem ser úteis.

 

Ler Mais
pub


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*