Accenture: Confiança, inovação e personalização. A chave para a comunicação interna

Presente em 120 países e com um total de 569 mil colaboradores, mais de 4500 em Portugal, a Accenture recorre a plataformas próprias para agilizar a forma como comunica e impacta as suas pessoas.

Numa empresa multinacional e de dimensão global como a Accenture, uma das componentes chave para resultados de sucesso, é a forma como comunica. No caso da comunicação interna, esta acompanha os objectivos que guiam o negócio e procura transmiti-los de forma clara e uniforme. Se a preocupação com a saúde mental e bem-estar dos colaboradores, a sua evolução de carreira, as suas famílias, a conciliação entre a vida profissional e pessoal e as necessidades específicas de cada um é uma prioridade para a Accenture, então a sua comunicação a todos os colaboradores é uma das bases do dia-a-dia de trabalho – em colaboração com áreas da empresa como a de Recursos Humanos e de Responsible Business, por exemplo. Tem também, nos últimos anos, existido um trabalho conjunto de perceber o que as pessoas esperam da forma como a empresa comunica com elas e, de acordo com Rui Sales Rodrigues, director de Marketing e Comunicação da Accenture, «os questionários realizados sobre esta matéria indicaram que os colaboradores desejam comunicações pontuais, relevantes e com impacto, reduzindo o volume de emails que todos experienciamos».

Como parte da estratégia de responder a estas necessidades, a Accenture evoluiu no último ano da designação da área de People Comms para People Engagement, sabendo que já «não basta comunicar, é preciso impactar». Rui Sales Rodrigues refere que o período de pandemia foi de aprendizagem: «percebemos que somos capazes de continuar a comunicar de forma eficaz e positiva mesmo à distância, ao mesmo tempo que mantivemos as sinergias com as redes sociais e outras plataformas de comunicação da empresa. Todos os dias trabalhamos para nos adaptarmos e encontrar novas formas de chegar aos colaboradores». A necessidade de comunicar internamente com maior clareza foi imperativa ao longo dos últimos meses, em que grande parte dos colaboradores da Accenture estiveram a trabalhar remotamente. Logo numa fase inicial tornou-se fundamental «garantir que as nossas pessoas continuavam a ter acesso a toda a informação de que necessitavam, aos novos processos, plataformas e a contactos de suporte. Intensificou-se uma necessidade de comunicar de forma ainda mais clara e de garantir que todos sabiam onde encontrar a informação e a que plataformas recorrer no meio da grande oferta disponível na nossa organização».

Para comunicar durante os períodos de confinamento, foi necessário ter em consideração aspectos como «as preocupações, estado de espírito e o medo das pessoas» e, por isso, através da colaboração entre diversos departamentos, foram disponibilizados guias com dicas de trabalho remoto, incluindo conselhos sobre saúde mental, por exemplo, ao mesmo tempo que foram intensificados os serviços de suporte e as acções que promovessem a interacção, mesmo que virtual. O director de Marketing e Comunicação da Accenture recorda, por isso, que «os meses iniciais foram de grande adaptação para todos. Houve uma preocupação genuína da nossa organização em garantir a saúde e bem- -estar das equipas, e a nível comunicacional foi fundamental assegurar que a informação chegava rapidamente a toda a gente». O ano em que foi declarada a pandemia, coincidiu também com o 30.º aniversário da Accenture, havendo, por isso, uma campanha de Comunicação integrada que já estava planeada e que teve de migrar para um contexto exclusivamente digital.

 

Engagement, canais e conteúdos
Com mais de 95% dos colaboradores em regime de trabalho remoto, a área de People Engagement teve um papel importante na promoção do envolvimento e sentimento de pertença na empresa. Num período em que se tornou imperativo manter o distanciamento social, a comunicação interna foi importante para a divulgação de ferramentas de desenvolvimento pessoal, reconhecimento das equipas e partilha de informação. Rui Sales Rodrigues afirma que «a pandemia veio, em alguns casos, demonstrar que as empresas e as pessoas são mais resilientes e conseguem ser mais inovadores do que se acreditava». Assim, após uma primeira fase em que foi necessário colocar todos os colaboradores em segurança, iniciou-se um segundo desafio: o de fomentar a proximidade entre a empresa e o colaborador. Era necessário, explica o director de Marketing e Comunicação da Accenture, fazer com que as nossas pessoas sentissem «que não estavam sozinhas e que havia equipas disponíveis para as ajudar em qualquer momento, bem como plataformas que as mantinham conectadas e actualizadas».

Para manter os níveis de compromisso em tempos ímpares como os que vivemos, confiança é a palavra de ordem na Accenture: confiança dos colaboradores na empresa, nas decisões que toma e na credibilidade da informação que lhes fornece. É desafiante comunicar para mais de 4500 pessoas diariamente e «há já mais de quatro anos que definimos que se queríamos atingir todos os públicos, teríamos que nos adaptar. A empresa estava a crescer e era preciso acompanhar esse crescimento, pelo que actualmente todas as campanhas internas são bilingues, em português e inglês, para assim chegarmos aos colaboradores das 57 nacionalidades que trabalham connosco, em Portugal» revela. Mas, a estratégia de comunicação da Accenture mantém os mesmos princípios de motivar, envolver, informar e manter uma relação diária com todos os colaboradores. «Uma abordagem one-size-fits-all já não é suficiente, por isso, procuramos continuamente apresentar acções que vão ao encontro de cada um», acrescenta.

Relativamente aos canais utilizados, e considerando que a Accenture está presente em 120 países com um total de mais de 569 mil colaboradores em todo o mundo, são privilegiadas as plataformas internas, desenhadas e desenvolvidas à medida da organização, como ferramentas específicas de comunicação e interacção. A título de exemplo, Rui Sales Rodrigues afirma que a Accenture é uma das empresas com mais licenças de Microsoft Teams a nível mundial para permitir virtualizar todas as interacções entre colaboradores, clientes e parceiros em qualquer localização, mantendo a produtividade. Por outro lado, foi lançada em 2020 a app Accenture NOW, que é disponibilizada aos colaboradores e centraliza as principais notícias, acções a realizar (cursos de ética ou formações obrigatórias, entre outros), e outras informações úteis. Também as newsletters, semanais e mensais, os portais informativos e outras plataformas de actualização constante são exemplos de ferramentas de comunicação interna na Accenture.

No que diz respeito aos conteúdos veiculados, trata-se não apenas de comunicações diárias, informativas e genéricas para todos os colaboradores, mas principalmente de acções de engagement desenvolvidas ao longo do ano, para a toda a organização ou segmentadas. São veiculadas comunicações de todas as funções corporativas, onde se inclui a área de Recursos Humanos, por exemplo, eventos de negócio e mensagens do presidente e comissão executiva. Rui Sales Rodrigues evidencia ainda a importância da «partilha de conteúdos relacionados com os temas da Inclusão e Diversidade, Sustentabilidade e o bem-estar, havendo um investimento muito grande na celebração de efemérides como o Dia Internacional da Mulher e as festas de Natal e Verão, dois momentos de diversão e descontração sempre muito aguardados pelos nossos colaboradores».

Numa empresa onde os eventos internos juntavam, antes da pandemia, mais de 3000 colaboradores, os últimos dois grandes eventos foram feitos através de «um formato 100% online, com recurso à Accenture Productions – uma equipa global especializada na produção de grandes eventos virtuais – composta por entrevistas inspiracionais com personalidades nacionais e internacionais, momentos musicais, humoristas, mensagens institucionais e concursos de reconhecimento dos colegas. Aproveitando o espírito do Europeu de Futebol, desafiámos todos a eleger a selecção Accenture!». Outras acções promovidas foram o envio de cabazes de Natal para casa das pessoas de forma a celebrar em total segurança o período festivo, bem como sessões virtuais com o Pai Natal, para os mais pequenos da família Accenture.

 

Cultura one Accenture
Há uma forte aposta por parte da empresa nos temas de Sustentabilidade, de Ambiente e de Inclusão e Diversidade, que é muito valorizada por todos, em especial pelas gerações mais jovens: «na Accenture encorajamos que cada colaborador seja ele próprio e revele o seu “verdadeiro eu”, isto é espelhado, por exemplo, na nossa rede de apoio à comunidade LBGTI+ com mais de 600 aliados que promovemos internamente. Por outro lado, na área de Responsible Citizen a comunicação interna é um veículo de diversas mensagens que convidam à participação activa em acções de voluntariado, trabalho pro-bono e doações» refere Rui Sales Rodrigues.

A comunicação interna dá suporte a iniciativas de todas as áreas corporativas, ajudando a que se difunda e reforce a cultura da empresa e a promovê-la junto dos novos colaboradores, em especial numa fase em que grande parte das pessoas iniciaram funções em regime de trabalho remoto. Para promover uma maior ligação e proximidade entre pessoas de diferentes equipas e áreas, mas também os valores e cultura da empresa existe, por exemplo, o Clube Accenture que promove com grande informalidade diversas atividades de cariz desportivo, cultural e social, divulgadas através dos diferentes canais de comunicação.

Foi também durante a pandemia que a Accenture lançou o seu maior reposicionamento de marca da última década. Esta campanha apresentou uma nova estratégia e propósito para a empresa, concebido para inspirar as organizações a abraçarem a mudança, de modo a criar mais valor para benefício de todos. A Accenture criou ainda o conceito pioneiro de “360º value”, com o objectivo de ajudar os clientes a transformarem e reinventarem os seus negócios, a requalificarem os seus colaboradores ou a tornarem-se mais sustentáveis. Rui Sales Rodrigues recorda que «esta campanha começou internamente e foi divulgada através de várias acções não só informativas, mas também algumas que exigiam a participação activa dos colaboradores, através de imagens personalizadas para o Microsoft Teams, cursos específicos para compreender as mudanças que a empresa estava a operar, vídeos teaser, e tantas outras. Durante várias semanas uma campanha integrada foi levada a cabo garantindo que todos eram parte do espírito One Accenture!».

Nos últimos anos, atentos ao volume de emails, a Accenture evoluiu a sua forma de comunicar com recurso a plataformas e ferramentas como portais internos, newsletters, a rede social interna Yammer, blogues, notificações pop-up, mensagens de vídeo ou apps. E, todos os colaboradores são regularmente convidados a enviar o seu feedback às acções desenvolvidas pela empresa ao longo do ano. Também numa base periódica, a Accenture lança um survey global onde analisa, anonimamente, diversos aspectos de conduta e clima interno, e questiona sobre possíveis melhorias em vários aspectos de actuação da organização, incluindo de Comunicação Interna. Por fim, Rui Sales Rodrigues enfatiza a bidireccionalidade da comunicação, lembrando que o objectivo é manter um diálogo aberto com os colaboradores e que todos se sintam parte da organização.

 

Esta entrevista faz parte do Caderno Especial “Comunicação Interna” na edição de Setembro (n.º 129) da Human Resources nas bancas.

Caso prefira comprar online, tem disponível a versão em papel e a versão digital.

Ler Mais
pub


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*