Altran escolhe Portugal para novo centro tecnológico e vai contratar

A empresa especialista em engenharia e serviços de investigação e desenvolvimento apresentou o Vortex, um centro de aceleração e transferência de tecnologia de sistemas ciber-físicos e cibersegurança em Portugal. Vai contratar 35 pessoas até 2022.

 

O objectivo é criar um ecossistema colaborativo entre os centros de investigação, as startups e os líderes industriais que explorem as tendências tecnológicas emergentes e as apliquem no desenvolvimento de novos produtos. Rodrigo Maia, chief Technology officer (CTO) da Altran Portugal e director executivo do Vortex referiu que o projecto arranca agora com dez colaboradores mas até 2022 serão contratados cerca de «35 elementos altamente qualificados».

Sobre o projecto, o responsável esclarece: «O Vortex permitirá antecipar tendências das tecnologias do futuro, trazendo para o mesmo centro as unidades de investigação e os fabricantes europeus, impulsionando assim uma efectiva transferência de conhecimento e cocriação de novos produtos nos sectores de Automóvel, Aeroespacial, Telecomunicações, Dispositivos Médicos e Energia.»

O centro colaborativo tem como associados a Universidade Nova de Lisboa, o Instituto Politécnico do Porto, o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores Tecnologia e Ciência e a Beta-i.

 

Veja também estas notícias.

Ler Mais
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Vegetariano não chega. McDonald’s vai mais longe e lança opção vegan
Automonitor
Cybertruck: Tesla vai antecipar produção com versão mais cara