Ana Rita Lopes e Paula Carneiro distinguidas com prémio Desenvolvimento da Saúde e do Bem-Estar

Na próxima terça-feira, dia 28 de Junho, realiza-se, pela primeira vez em Portugal, a Gala RH, promovida pela DCH – International Organisation of Human Capital Managers, em parceria com a WTC e o Foro Recursos Humanos. Excepcionalmente, no prémio Desenvolvimento da Saúde e do Bem-Estar foram eleitas duas vencedoras: Ana Rita Lopes, directora coordenadora de Recursos Humanos da Delta Cafés/ Grupo Nabeiro, e Paula Carneiro, directora da People & Organizational Development Global Unit da EDP. 

 

Ana Rita Lopes, distinguida com o prémio Desenvolvimento da Saúde e do Bem-Estar, promovido por Aon, é licenciada em Gestão de Recursos Humanos, tem um mestrado executivo em Controlo de Gestão e conta com mais de 20 anos de experiência em áreas de Recursos Humanos. Esteve durante 16 anos no sector das Telecomunicações: no Grupo Portugal Telecom sempre em funções de Recursos Humanos, ligada a projectos de Desenvolvimento de Recursos Humanos, tendo assumido a direcção de Recursos Humanos Corporativa em 2017, já como Altice Portugal.  Desde 2019, é directora Corporativa de Recursos Humanos no Grupo Nabeiro, com responsabilidade quer a nível nacional, quer internacional.

A responsável foi distinguida na categoria de Saúde e Bem-Estar, área que «está no ADN do Grupo Nabeiro desde sempre, está na visão do nosso fundador desde o início», sublinha. «Podia não ter as designações de que hoje todos falamos, podia não fazer parte dos headlines dos media e das agendas estratégicas do mundo empresarial, mas quando o senhor Rui Nabeiro pensou há anos, por exemplo, no projecto Coração Delta, cujo objectivo era ajudar o próximo, transformou um sonho seu em realidade. Hoje, o Coração Delta permite dar educação às crianças, dar um futuro à comunidade e à vila de Campo Maior. Foi também com o senhor Rui Nabeiro que foi possível, há já muitos anos, garantir aos seus colaboradores estruturas de suporte para apoio social, ou um médico dedicado na fábrica, ou pequeno-almoço e lanche nas instalações, tudo de forma gratuita. É neste sentido que sempre se materializou a valorização do bem-estar e a promoção de hábitos saudáveis junto dos colaboradores do Grupo Nabeiro.»

Continua: «Com a pandemia, foi preciso repensar o conceito, alargá-lo, estruturando processos relacionados com a saúde e bem-estar dos colaboradores, mas mantendo a certeza de que continua a ser para nós estratégico e crítico. E, por isso, continua na agenda da administração.

Criámos então um programa de saúde e bem-estar – Delta Feel Good – com uma agenda que todos os meses dinamiza acções diferentes sob os pilares de saúde, desporto, desenvolvimento pessoal, ou que fomentem o social, a celebração de estarmos juntos, que considera as várias zonas do país, que permite envolver a família e os colegas, que trabalha o bem-estar físico e mental, que antecipa tópicos que sabemos terem sido abalados durante estes dois anos, como, por exemplo, temas associados à nutrição, à gestão do stress e ao apoio psicológico.

Por outro lado, e não fruto da pandemia, hoje implementamos mais acções de engagement, celebrando muitos dos momentos importantes da vida dos colaboradores, como o seu aniversário ou o nascimento de um filho, através da oferta de um kit bebé com um valor monetário, e celebramos vários dias temáticos, como o dia do pai/mãe, o aniversário da empresa, entre outros.

É, neste sentido, uma área em que a empresa aposta verdadeiramente e onde observa resultados visíveis na satisfação e retenção dos seus colaboradores.»

 

—————

Também distinguida com o prémio Desenvolvimento da Saúde e do Bem-Estar, promovido por Aon, Paula Carneiro, licenciada em Psicologia Social e das Organizações, com uma especialização em Ergonomia Cognitiva, começou a sua carreira na ICL Fujitsu, empresa onde trabalhou durante seis anos, metade dos quais passados em Londres a desempenhar funções na área da Qualidade. Em 1997, mudou-se para a Banca, onde esteve até 2003, com responsabilidade de gestão de talento de quadros directivos de todo o grupo BES. «Em 2003, a vontade de regressar ao sector das tecnologias ditou a passagem pela Microsoft Portugal, onde fui directora de Recursos Humanos», partilha. «Durante este percurso, aceitei desafios internacionais, que me levaram a Amesterdão e Londres, e nem sempre ligados à área de Recursos Humanos, como foi o caso da função de chefe de gabinete do presidente da Microsoft para a Europa, em Paris.»

De 2009 a 2011, liderou os Recursos Humanos da Danone em Portugal, e nos dois anos e meio seguintes chefiou a área de talento corporativo e desenvolvimento organizacional do Grupo Cimpor. Desde 2013, é responsável pela área de Pessoas e Organização do Grupo EDP, «uma experiência incrível num sector em constante transformação, onde todos os dias tenho o privilégio de aprender e trabalhar com pessoas muito competentes nas diversas áreas de gestão da organização».

Sobre a área de Saúde e Bem-Estar, em que foi distinguida pela DCH, destaca:

«A promoção do bem-estar dos colaboradores tem ganho cada vez mais relevância na agenda da EDP. Apesar de este ser um tema já trabalhado há muito tempo, a pandemia veio reforçar a importância de nos focarmos no cuidado com as nossas pessoas de uma forma holística.

Na EDP, acreditamos que o bem-estar é essencial para o bom desempenho da empresa, das suas equipas e de cada um de nós. Por isso, uma das nossas principais prioridades é ouvir e cuidar do bem-estar das nossas pessoas, pois são elas que estão no centro das nossas decisões e só assim podemos promover um ambiente de trabalho equilibrado e saudável.

As tendências indicam haver uma elevada preocupação com o equilíbrio entre vida profissional e pessoal e o impacto do excesso de horas de trabalho que, segundo os estudos de mercado, aumentaram de forma genérica com a pandemia. O stress e a ansiedade são também cada vez mais apontados como um dos principais riscos para o desempenho das empresas, pelo que o bem-estar será uma das prioridades estratégicas para o presente e sustentabilidade das organizações.

Por último, e sendo uma das bases da nossa estratégia, é essencial olhar para os colaboradores de forma holística, tendo como base o bem-estar nas suas diferentes dimensões – emocional, físico, social, profissional, financeira – que se relacionam e influenciam mutuamente», conclui.

 

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*