António Mexia eleito ‘Melhor CEO’

O presidente executivo da EDP – Energias de Portugal recebeu das mãos do CEO do Multipublicações Media Group, Ricardo Florêncio, o prémio de “Melhor CEO”. O galardão foi anunciado na 8.ª edição dos Prémios Human Resources, que reuniu uma plateia de 400 pessoas no espaço O Clube, em Monsanto.

 

Na ocasião, António Mexia fez questão de salientar que esta distinção tem um significado especial. «Entre os diferentes prémios e distinções, esta é a que me dá um imenso prazer. Diria que é das que destaco mais e daquelas que guardo verdadeiramente com carinho e com alguma emoção, porque tem a ver com pessoas. E a vida só nos pode correr bem desde que tenhamos as pessoas certas à nossa volta, se lhe dermos a liberdade e a responsabilidade de fazerem aquilo que têm de fazer.»

«No fundo, vejo neste prémio o reconhecimento de uma equipa. Temos de ter essa noção e essa humildade para perceber que as pessoas são distinguidas sempre no colectivo. Mas também vejo aquilo que é o gozo que me dá sempre de ver as pessoas que trabalham e trabalharam comigo ao longo de várias décadas evoluírem e ter a sensação de que eles vão aprendendo, tendo mais gozo naquilo que fazem e adquirindo competências e prazer nessa sua viagem. Muito mais do que o destino, o que nos interessa sempre é a viagem»

António Mexia terminou o seu discurso num tom motivador. «Este prémio é a recompensa e o reconhecimento daquilo que é o prazer que eu tiro, mas que quero verdadeiramente que as quase doze mil pessoas que trabalham comigo tenham. E quero que isso trespasse para tudo aquilo que são os nossos parceiros e stakholders, para que se perceba que somos uma instituição aberta, que gosta de dizer aquilo que pensa, que não tem problemas nenhuns em lutar contra a demagogia e qualquer pequena invenção, porque as pessoas juntas fazem coisas espectaculares.»

No total, foram 27 as distinções atribuídas, 24 a empresas e três prémios individuais, nos quais se inclui António Mexia.

A cerimónia, que se realizou no passado dia 9 de Maio, foi transmitida em directo no site da Human Resources, no Facebook e Linkedin. Pode (re)ver tudo aqui.

Quem é António Mexia?

Formado em Economia, pela Universidade de Genebra, na Suiça, António Mexia chegou à liderança da petrolífera em Março de 2006, com 48 anos, após uma passagem pelo Governo de Pedro Santana Lopes. Na altura, o nome de Mexia foi proposto por accionistas privados da eléctrica.

Ocupou também o cargo de vice-presidente do ICEP – Comércio e Turismo e foi administrador do Banco Espírito Santo Investimento até 2000. Na operadora de telecomunicações Oni, do grupo EDP – Electricidade de Portugal, assumiu a função de administrador.

Mais tarde, foi nomeado para o cargo de presidente executivo da Gás de Portugal, Transgás e Petróleos de Portugal (Petrogal) e esteve na Galp Energia, entre 2000 e 2001, ano a partir do qual passou a ser presidente executivo da Galp Energia e do CA da Petrogal, Gás de Portugal, Transgás e Transgás-Atlântico, cargo que ocupou até Julho de 2004.

Nesse mesmo ano, chegou ao Governo como ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações.

Ler Mais
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*

MULTIPUBLICAÇÕES

[vc_multibar_post nc_mp_bar_revive=”JTBBJTNDc2NyaXB0JTIwdHlwZSUzRCUyN3RleHQlMkZqYXZhc2NyaXB0JTI3JTNFJTNDJTIxLS0lMkYlMkYlM0MlMjElNUJDREFUQSU1QiUwQSUyMCUyMCUyMHZhciUyMG0zX3UlMjAlM0QlMjAlMjhsb2NhdGlvbi5wcm90b2NvbCUzRCUzRCUyN2h0dHBzJTNBJTI3JTNGJTI3aHR0cHMlM0ElMkYlMkZtdWx0aXB1YmxpY2Fjb2VzLWFkcy5jb20lMkZ3d3clMkZkZWxpdmVyeSUyRmFqcy5waHAlMjclM0ElMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZhanMucGhwJTI3JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwdmFyJTIwbTNfciUyMCUzRCUyME1hdGguZmxvb3IlMjhNYXRoLnJhbmRvbSUyOCUyOSUyQTk5OTk5OTk5OTk5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjglMjFkb2N1bWVudC5NQVhfdXNlZCUyOSUyMGRvY3VtZW50Lk1BWF91c2VkJTIwJTNEJTIwJTI3JTJDJTI3JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlM0NzY3IlMjIlMkIlMjJpcHQlMjB0eXBlJTNEJTI3dGV4dCUyRmphdmFzY3JpcHQlMjclMjBzcmMlM0QlMjclMjIlMkJtM191JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlM0Z6b25laWQlM0QxMDIlMjIlMjklM0IlMEElMjAlMjAlMjBkb2N1bWVudC53cml0ZSUyMCUyOCUyNyUyNmFtcCUzQmNiJTNEJTI3JTIwJTJCJTIwbTNfciUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGlmJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuTUFYX3VzZWQlMjAlMjElM0QlMjAlMjclMkMlMjclMjklMjBkb2N1bWVudC53cml0ZSUyMCUyOCUyMiUyNmFtcCUzQmV4Y2x1ZGUlM0QlMjIlMjAlMkIlMjBkb2N1bWVudC5NQVhfdXNlZCUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuY2hhcnNldCUyMCUzRiUyMCUyNyUyNmFtcCUzQmNoYXJzZXQlM0QlMjclMkJkb2N1bWVudC5jaGFyc2V0JTIwJTNBJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuY2hhcmFjdGVyU2V0JTIwJTNGJTIwJTI3JTI2YW1wJTNCY2hhcnNldCUzRCUyNyUyQmRvY3VtZW50LmNoYXJhY3RlclNldCUyMCUzQSUyMCUyNyUyNyUyOSUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4JTIyJTI2YW1wJTNCbG9jJTNEJTIyJTIwJTJCJTIwZXNjYXBlJTI4d2luZG93LmxvY2F0aW9uJTI5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjhkb2N1bWVudC5yZWZlcnJlciUyOSUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4JTIyJTI2YW1wJTNCcmVmZXJlciUzRCUyMiUyMCUyQiUyMGVzY2FwZSUyOGRvY3VtZW50LnJlZmVycmVyJTI5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjhkb2N1bWVudC5jb250ZXh0JTI5JTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjZjb250ZXh0JTNEJTIyJTIwJTJCJTIwZXNjYXBlJTI4ZG9jdW1lbnQuY29udGV4dCUyOSUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGlmJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQubW1tX2ZvJTI5JTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjZhbXAlM0JtbW1fZm8lM0QxJTIyJTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjclM0UlM0MlNUMlMkZzY3IlMjIlMkIlMjJpcHQlM0UlMjIlMjklM0IlMEElMkYlMkYlNUQlNUQlM0UtLSUzRSUzQyUyRnNjcmlwdCUzRSUzQ25vc2NyaXB0JTNFJTNDYSUyMGhyZWYlM0QlMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZjay5waHAlM0ZuJTNEYTgzYzMyNTUlMjZhbXAlM0JjYiUzRElOU0VSVF9SQU5ET01fTlVNQkVSX0hFUkUlMjclMjB0YXJnZXQlM0QlMjdfYmxhbmslMjclM0UlM0NpbWclMjBzcmMlM0QlMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZhdncucGhwJTNGem9uZWlkJTNEMTAyJTI2YW1wJTNCY2IlM0RJTlNFUlRfUkFORE9NX05VTUJFUl9IRVJFJTI2YW1wJTNCbiUzRGE4M2MzMjU1JTI3JTIwYm9yZGVyJTNEJTI3MCUyNyUyMGFsdCUzRCUyNyUyNyUyMCUyRiUzRSUzQyUyRmElM0UlM0MlMkZub3NjcmlwdCUzRSUwQQ==”]