Aprenda a recrutar como um influencer. E torne os seus colaboradores influencers também

Será que a sua empresa está recrutar como um influencer? Se você é um profissional de recursos humanos que usa ou deseja usar as redes sociais como ferramenta de recrutamento, deve considerar seriamente essa abordagem.

 

Quem o diz é Mason Stevenson, editor da publicação “HRExchange”, ao referir que, de acordo com uma pesquisa da Morning Consult, os jovens norte-americanos  afirmam que o seu trabalho de sonho é ser um influencer. Uns impressionantes 85% dos millennials ou pessoas da geração Z , com idades entre 13 e 38 anos, dizem que estão dispostos a dar uma hipótese a essa “profissão”.

As motivações são diferentes para os dois grupos. Os millennials são mais atraídos pela vida flexível que acompanha o facto de ser um influencer, mas também estão interessados ​​no aspecto monetário. Embora a geração Z partilhe o interesse dos millennials na vida mais flexível, estão muito mais interessados ​​em poder fazer a diferença do que em ganhar dinheiro.

A pesquisa também descobriu que estes grupos confiam noutros influenciadores mais do que em qualquer outra pessoa. Na verdade, mais da metade afirma ter feito uma compra com base na recomendação de um influencer. Observemos estas informações através do olhar dos recursos humanos. Se alguém está a tentar usar as redes sociais para atrair mais talentos, terá que confiar mais nos influenciadores do que em qualquer outra estratégia.

Muito provavelmente, a sua empresa tem colaboradores geração Z e da geração Y que estariam mais do que dispostos a se tornar influenciadores da sua marca, ajudando assim a atrair novos candidatos para ajudar a preencher as vagas abertas e deste modo construir a carteira de talentos de sua organização. 61% dos colaboradores da geração Y e da geração Z afirmam que têm o hábito de partilhar online sobre produtos de que gostam, mas não são pagos para isso. Com isso em mente, isso pode ser uma vitória para a empresa, já que será capaz de construir os seus próprios influenciadores sociais.

É um mundo muito diferente aquele em que vivemos, mas não tão diferente quanto se possa pensar. Os influenciadores da pegaram numa ideia antiga e simplesmente transformaram-na. Essas pessoas trabalham de “boca em boca”. Profissionais de recursos humanos e recrutadores sabem que não há melhor embaixador da empresa do que um colaborador que está disposto a dizer às outras pessoas o quanto ele ama o seu empregador e como seria incrível para os seus amigos e contactos virem trabalhar para a empresa. Quando se olha desta perspectiva, é muito mais fácil considerar a implementação desde um conceito ou estratégia para responder às necessidades de recrutamento da sua organização.

Ler Mais
pub


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*