Boas Práticas: Uma nova militância

A Auchan apresenta um novo posicionamento, com foco na militância do Bom, do São e do Local, mantendo a identidade de uma empresa socialmente responsável e não esquecendo os colaboradores.

 

Por Sandra M. Pinto

 

Criada em 1969, a Auchan foi a primeira empresa de distribuição moderna em Portugal com o lançamento da cadeia de supermercados Pão de Açúcar. «Em 1996, a Auchan preparava a sua entrada em Portugal, através da abertura de um hipermercado em Gaia, sendo que nessa altura decidiu aproveitar a oportunidade para ganhar dimensão, através da compra dos activos do Grupo Pão de Açúcar, não só em Portugal mas também as lojas de Espanha e Angola», contextualiza Jorge Filipe, director de Recursos Humanos da Auchan Retail Portugal.

Auchan Retail Portugal é o nome da empresa que agregava e geria as marcas Jumbo, para os hipers, Jumbo/Pão de
Acúcar para os pequenos hipers, Pão de Açúcar para os supermercados e, nos últimos dois anos, My Auchan para a
ultraproximidade. Eram ainda geridas as marcas Box, lojas de tecnologia, as gasolineiras Jumbo, o Pão de Açúcar
Gourmet e o Jumbo Pet/Jumbo Natureza.

«A profusão de marcas criava-nos um conjunto de entropias que dificultavam sobretudo a nossa relação e comunicação com o cliente», refere Jorge Filipe. «Foi a necessidade de simplificar a vida do nosso cliente, mas também a nossa gestão interna, que nos levou a caminhar para uma marca única, quesó podia ser Jumbo ou Auchan.» Assim, desde 12 de Setembro último, a Auchan Retail Portugal gere uma marca única, a Auchan, «uma marca global com uma imagem mais jovem e moderna, mais focada no cliente de todas as gerações».

A Auchan continua a focar-se no melhor posicionamento de preço do mercado e na militância do Bom, do São e do
Local, não esquecendo a sua identidade enquanto empresa socialmente responsável, sendo que, desde 2006, é a única empresa da distribuição a nível mundial certificada em Responsabilidade Social, com a norma SA8000.
O responsável destaca: «Os consumidores de hoje são mais exigentes e informados e, para além do melhor preço,
preocupam-se com questões como sustentabilidade, bem-estar e saúde. Por isso, posicionamo-nos como marca activista que coloca as pessoas – colaboradores, clientes, habitantes – e o planeta no centro de todas as suas acções.»

A nova militância da Auchan demonstra o empenho da organização em mudar a vida dos habitantes das regiões onde marca presença. «O Bom traduz-se na oferta de produtos e serviços de qualidade ao melhor preço, com a transparência necessária para permitir uma decisão consciente. Porque queremos fazer das compras uma experiência de satisfação e prazer», esclarece Jorge Filipe, para acrescentarque o São tem a ver com a promoção da saúde e bem-estar dos colaboradores e clientes, prendendo-se o Local com a escolha do que é próprio do país, «com a valorização do que é da nossa terra ou região, quer sejam produtos, pessoas, projectos, hábitos e culturas. É uma militância que aposta em simplificar o dia-a-dia e criar valor», enfatiza.

 

Cuidar dos colaboradores
Há, na nova militância, um forte compromisso da empresa para com os colaboradores, pois, como afirma o director
de Recursos Humanos, «cuidamos dos nossos colaboradores como dos nossos clientes, colocando-os a ambos no centro do nosso projecto. Os nossos colaboradores são os primeiros embaixadores do Bom, do São e do Local, sendo que, para mudar a vida dos nossos clientes, devemos antes de tudo melhorar a vida dos nossos colaboradores».
É este o sentido do projecto humano da organização, cuidar dos colaboradores em cada momento da sua vida Auchan, dando a cada um as condições para se sentirem bem, realizados e terem um trabalho com sentido, o qual se enquadra no propósito da Auchan. «Ao colocarmos a paixão pelo que fazemos no centro de tudo, sabemos que isso só é possível se os colaboradores estiverem satisfeitos e envolvidos com a empresa. Só se forem felizes no seu trabalho é que prestarão um serviço diferenciador aos nossos clientes», defende Jorge Filipe.

Com o objectivo de diminuir a rotatividade que caracteriza o sector, mais do que práticas avulsas, a Auchan apresenta
uma política que actua em várias dimensões da vida laboral, isso faz com que a taxa de rotatividade da empresa
seja de apenas 8%, valor abaixo da média do sector. «A igualdade ao nível dos benefícios também potencia um turnover baixo, pois tudo o que tem o director-geral têm todos os colaboradores, desde os seguros de saúde e vida, até à distribuição de lucros. Isto são medidas que promovem um clima social diferente na empresa, com mais proximidade, produtividade e menor absentismo», constata, referindo ainda a ValPortugal, um fundo através do qual
98% dos colaboradores portugueses são accionistas da Auchan Holding e da Auchan Portugal.

 

Leia o artigo na íntegra na edição de Novembro da Human Resources, nas bancas.

Ler Mais
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Banco Montepio aponta a quem procura casa
Automonitor
Presidente promulga diploma sobre alteração de matrículas automóveis