Century 21 Portugal e Race for Good apoiam a instituição Porto Solidário 20

A Century 21 Portugal patrocinou a participação da Race for Good, de André Villas-Boas, no Rally Serras de Fafe e Felgueiras, mais uma prova onde esta equipa competiu pela angariação de fundos para projectos de solidariedade social. Desta vez, a Race for Good optou por dirigir os fundos para a instituição Porto Solidário 20 e para o apoio dos respectivos programas de intervenção social.

A entrega do donativo a André Villas-Boas foi efectuada no encontro anual da Century 21 Portugal, que este ano se realizou no Funchal.

Esta iniciativa está alinhada com a estratégia de responsabilidade social da rede imobiliária Century 21 Portugal, que tem vindo a apoiar diversos projectos e iniciativas de acção social, quer a nível nacional, quer internacional. As actividades de responsabilidade social da marca – que vão da angariação de fundos ao voluntariado e a campanhas de sensibilização junto das populações – têm vindo a ser, também, um factor importante de envolvimento e mobilização das equipas da marca.

«Quando os colaboradores são estimulados a participarem em projectos de cariz social, normalmente, sentem-se bastante motivados e constatam que cada um, e à sua medida, pode ajudar a fazer a diferença. E quando os desafios do combate à pobreza e exclusão social, nas suas várias dimensões, atingem níveis tão avassaladores, todas as ajudas contam», lê-se em comunicado.

Desta vez, a Century 21 Portugal e a Race for Good apoiaram uma jovem, organização que surgiu na Área Metropolitana do Porto para promover ajuda a pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade, sinalizadas no contexto da crise COVID-19. Neste momento, a Porto Solidário 20 já tem outros projectos em fase de implementação, nomeadamente, no apoio a pessoas em situação de sem abrigo, na zona do Porto.

Ricardo Sousa, Ceo da Century 21 Portugal, comenta: «Foi com particular entusiasmo e até orgulho que fizemos esta parceria com a Race for Good, por todas as razões óbvias. Mas também pela paixão pelo automobilismo e pela corrida pelas boas causas, que a administração da Century 21 Portugal partilha com André Villas-Boas. Juntar à emoção do desporto motorizado a satisfação de saber que se pode estar a ajudar quem mais precisa, torna tudo ainda mais motivador e faz muito mais sentido. Desejo os maiores sucessos para o propósito da Race for Good e espero que alcance muitas vitórias, nesta missão de angariar fundos para continuar a ajudar os que trabalham, todos os dias, para garantir mais solidariedade social, no nosso País».

André Villas-Boas, fundador da Race for Good, acrescenta: «Esta aventura, que começou em 2018, está a escalar e a tornar-se cada vez mais emocionante. Foi um privilégio participar num rally tão prestigiante como o de Serras de Fafe e Felgueiras. A Race for Good está a crescer e pretende financiar cada vez mais projetos de âmbito social, quer a nível nacional, quer internacional. Trazer sorrisos a quem mais necessita é o nosso lema e a nossa motivação. Mas a solidariedade social precisa do envolvimento de todos, por isso, agradeço aos que se juntam a este nosso movimento e a todos os nossos parceiros que contribuem a favor das nossas causas».

Maria Teresa Fernandes da Ponte, presidente do Porto Solidário 20, conclui: «A crise decorrente da pandemia COVID-19 ensinou-nos imensas coisas. Uma das mais importantes foi que ninguém pode ficar para trás. Esta prova de fogo que a humanidade viveu, e ainda está a viver, também foi o ponto de partida para olharmos o mundo com outros olhos e focarmos o que se passa mesmo ao nosso lado, na nossa rua, no nosso bairro, na nossa cidade. Foi esta tomada de consciência que levou um grupo informal de voluntários a promover apoio a pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade, sinalizadas no contexto da crise COVID-19. Com o tempo, este colectivo criou uma identidade – Porto Solidário 20 – formalizou a sua constituição, tornou legítimos e públicos os seus propósitos, garantiu capacitação para uma resposta mais duradoura, eficaz e mais capaz de se articular com as parcerias presentes e futuras, enquanto associação de ação social e cultural juridicamente estabelecida».

Ler Mais
pub


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*