Com o Brexit, as regras para trabalhar no Reino Unido mudaram. Agora precisa de pontos

Com a saída da União Europeia (Brexit), o Reino Unido instituiu um  sistema de pontos que os cidadãos vão precisar de cumprir para se candidatarem a um trabalho no país. Serão necessários 70 pontos.

O Reino Unido deverá fechar as suas fronteiras a trabalhadores não qualificados ou àqueles que não saibam falar inglês já no próximo ano.

Uma oferta de emprego e um trabalho a um nível de competência valem 20 pontos, saber inglês vale 10 pontos. Já um salário entre 23.040 libras (mínimo) – 25.599 libras vale 10 pontos, mas um salário a partir de 25.600 libras ou superior vale 20 pontos. Já o doutoramento pode valer entre 10 e 20 pontos.

«Estamos a pôr fim à livre circulação e introduziremos uma Lei da Imigração que traga um sistema firme e justo baseado em pontos que atrairá os trabalhadores altamente qualificados de que precisamos para contribuir para a nossa economia, as nossas comunidades e os nossos serviços públicos. Pretendemos criar uma economia de altos salários, altas qualificações e alta produtividade», explica o Governo do Reino Unido no seu site oficial.

O Reino Unido quer mudar as regras, assegurando, simultaneamente, a igualdade de tratamento entre trabalhadores. «Estamos a implementar um novo sistema que transformará a maneira pela qual todos os migrantes vêm ao Reino Unido trabalhar, estudar, visitar ou juntar-se à família. A partir de 1 de Janeiro de 2021, os cidadãos da União Europeia e de países terceiros serão tratados da mesma forma. Reduziremos os níveis gerais de migração e daremos prioridade às pessoas com as mais altas competências e os maiores talentos, cientistas, engenheiros, académicos», refere o documento governamental.

Para saber tudo o que deve fazer para se candidatar a um trabalho no Reino Unido, consulte o site oficial do Governo Britânico.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...