Com o uso generalizado de máscara, como podemos “ler” as expressões das pessoas?

Pelo menos nos próximos tempos, o uso de máscara é obrigatório, o que nos impede de ver todas as expressões das pessoas com quem interagimos. Mas há forma de ler as micro expressões, e identificar as emoções que estas revelam, através do pouco que podemos ver da cara da pessoa com máscara.

 

De acordo com a teoria de Paul Ekman (o “pai” das micro expressões), existem sete emoções básicas que é possível reconhecer através das micro expressões universais. Uma das razões para chamar a estas micro expressões “universais” é a presença de indicadores confiáveis que nos ajudam a identificá-las, seja numa criança, adulto ou idoso, seja num português, chinês ou russo.

A The body Language Academy ensina a analisar as expressões que apresentam indicadores confiáveis acima da máscara, ou seja, na parte superior da face.

 

Medo
Um indicador confiável do medo são as pálpebras superiores levantadas (o que permite ver a parte branco à volta das pupilas), sobrancelhas levantadas, unidas e esticadas numa linha, e tensas. Procure um destes indicadores e investigue o que leva a pessoa a sentir medo.

É sempre importante saber reconhecer medo na sua equipa, mais é ainda mais agora, nestes tempos de incerteza e de stress para muitas pessoas, para que a sua equipa possa funcionar bem.

 

Tristeza
Entre os indicadores confiáveis da tristeza estão dois “U” invertidos, as sobrancelhas formam um “U” invertido e os cantos dos lábios descem fazendo com que estes formem também um “U” invertido. O último vai ficar tapado com máscara. Por isso, observe as sobrancelhas.

Se antes era possível alguém manipular a expressão e formar “U” invertido com os lábios ou colocar o lábio inferior para a frente para demonstrar tristeza (sem estar realmente triste), agora já não nos vamos deixar enganar. Ou a pessoa à nossa frente está verdadeiramente triste e é visível o “U” invertido entre as sobrancelhas, ou então não está triste.

 

Raiva
Há dois indicadores confiáveis da raiva, lábios cerrados e sobrancelhas franzidas. Não, vai poder ver os lábios, mas sobrancelhas franzidas sim.

 

Surpresa
É uma das expressões mais longas, literalmente. A cara alonga-se, a boca abre, as sobrancelhas vão para cima. Com sorte até consegue reparar na boca aberta por trás da máscara. Mas se não conseguir ver a boca, foque-se nas sobrancelhas, estas vão saltar para cima (como na expressão de medo), mas vão ficar mais arredondadas (e não estreitas e tensas como na expressão de medo) a formar dois “U” invertidos.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...