Como combater as epidemias através da capacitação das organizações

A natureza súbita e inesperada da situação pandémica que tomou conta do mundo e do país, alterando significativamente a sua vida e a sua paisagem económica e social, tem vindo a motivar, por parte dos principais actores políticos, respostas que visam não apenas minorar o seu impacto presente, mas também preparar as instituições sociais e as empresas para cenários semelhantes que possam acontecer no futuro.

Por Rui Vasco Silva, Líder de Unidade de Negócio de Formação e Desenvolvimento da RHmais

 

A Covid-19 não foi, não é e nem será a única situação epidémica ou pandémica com que nos defrontaremos. Aliás, durante o presente contexto pandémico surgiu um outro risco, felizmente menos disseminado, relativo à Legionella.

A formação profissional tem um papel a desenvolver no combate às situações epidémicas e pandémicas, colocando-se numa segunda linha de intervenção necessária que capacite organizações e profissionais no sentido de se protegerem a si e aos outros, às suas organizações e à economia como um todo.

A UFCD 10746 “Segurança e saúde no trabalho – Situações epidémicas/pandémicas” do Catálogo Nacional de Qualificações, por exemplo, procura dar resposta às necessidades de formação e qualificação dos colaboradores e das suas instituições/empresas no contexto da preparação para a organização de respostas, procedimentos e normas destinadas a controlar o impacto de quadros semelhantes aos atuais. Trata-se de uma resposta formativa que trabalha conceitos como: o Plano de Contingência – a sua construção, adaptação, controlo e auditoria, o papel dos responsáveis de SST e a elaboração do Manual de Reabertura das atividades económicas.

O seu desenvolvimento prático, em condições de segurança através das ferramentas e da pedagogia associada ao E-Learning, com recurso a equipas multidisciplinares, envolvendo especialistas em segurança e saúde no trabalho, mas também em saúde pública, pode assumir-se como uma boa prática na preparação das organizações não apenas para este, mas também para a possibilidade de cenários semelhantes no futuro.

O sistema de formação é fundamental nesta fase difícil das nossas vidas, também no que respeita à contenção, combate e eliminação da infeção pelas várias variantes do Sars-Cov-2.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...