Como desenvolver a carreira, para alcançar os objectivos profissionais? Este primeiro passo é essencial

A maioria das pessoas não progride na sua carreira porque não tem claros os seus objectivos profissionais e, muito menos, um plano para os alcançar. Há determinados passos que, se forem dados, garantem que estamos a desenvolver as competências que nos colocam no caminho que queremos fazer. Rodrigo Castro, country manager do Seekers Club em Portugal, explica como pode desenvolver a sua carreira para a função que quer ter.

 

Este vídeo integra-se num workshop que visa dar algumas dicas sobre “Como empreender nas empresas dos outros”. Rodrigo Castro partilha o que fazer e não fazer para assegurar que tem um crescimento exponencial na sua carreira quando estás a trabalhar para outras pessoas.
Para quem quer desenvolver o seu espírito de empreendedorismo em contexto empresarial, este workshop vai ajudar a:

1. Desenhar objectivos de carreira que vão alavancar o seu percurso e crescimento profissional
2. Maximizar a suas forças para catapultar o seu crescimento nas empresas dos outros
3. Fazer do tempo o teu aliado na tua jornada de crescimento profissional

O autor
O Rodrigo é um existencialista que vive numa constante procura pelo seu lugar no mundo. Quando lhe perguntam “O que é que tu fazes?”, a sua resposta é sempre: “Muitas coisas”. Não gosta de se rotular e considera-se tanto um gestor como um artista.

atualmente, enquanto country manager do Seekers Club, coordena a equipa e a área de educação do projecto. É engenheiro mecânico de formação mas dá-se melhor junto de pessoas do que junto de máquinas. Começou a sua carreira na Sonae, de onde se despediu para ir fazer a sua primeira viagem pelo Sudeste Asiático, lugar pelo qual se apaixonou ao ponto de se mudar para lá.

Foi também responsável pelo programa de educação Pitch Bootcamp, onde teve a oportunidade de dar formação na área de desenvolvimento de carreira a mais de 4000 pessoas, em 15 países, desde o Brasil à Bielorrússia.

Já viajou por cerca de 40 países, a grande maioria de mochila às costas, acumulando já mais de 1 ano de viagens neste formato e viveu dois anos em Bali, onde trabalhou na área do desenvolvimento humano e empreendeu na área do turismo.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...