Como ser a primeira escolha do melhor talento?

Longe vão os tempos em que bastava publicar um anúncio de emprego e esperar pelas respostas.

 

Por Filipa Montalvão, co-fundadora e sócia na White Way®

 

É este o grande objectivo de uma estratégia de Employer Branding, ser a primeira escolha do melhor talento. Trata-se de garantir que a marca de uma organização enquanto empregadora é suficientemente forte para atrair os melhores candidatos e mantê-los ao longo do tempo.

É a forma como a marca é vista pelos potenciais candidatos que determina a probabilidade de responderem. Quer isto dizer que os candidatos são, de facto, os primeiros a fazer uma escolha – e não quem publicou o anúncio.

Uma boa forma de pensar uma employer brand é como a personalidade de uma organização, ou seja, a forma como é percepcionada por potenciais candidatos e stakeholders em geral. Esta personalidade deve ser autêntica, credível, relevante distintiva e aspiracional.

Isto é tanto verdade na captação como na retenção de talento. Por um lado, todas as fases do processo de recrutamento podem ser vistos como momentos de verdade – que validam ou contrariam a personalidade da employer brand. Assim, desde a campanha de recrutamento, passando por todas as interacções e entrevistas, até à comunicação do resultado final, todas as etapas deverão ser consistentes e pensadas de acordo com os objectivos e valores pelos quais queremos ser reconhecidos.

Acontece o mesmo com os colaboradores catuais, que, aliás, podem ser os maiores embaixadores de uma marca. É uma das razões que tem levado ao uso do storytelling. Os testemunhos reais de colaboradores, parceiros ou clientes humanizam as mensagens, tornando-as genuínas e aproximando a empresa dos seus stakeholders. A difusão em canais digitais, pela partilha de iniciativas e histórias de sucesso, contribui para criar uma imagem dinâmica, credível e envolvente.

Ser uma employer brand deve ser um processo que começa em casa. O primeiro passo é ouvir as suas pessoas. Desta forma é possível recolher novos insights que poderão ser uma ajuda preciosa na definição de uma estratégia. Esta será, desde logo, uma estratégia de comunicação interna que deverá ser coerente com uma estratégia de recrutamento e de comunicação externa.

Por todas estas razões, o Employer Branding tem ganho uma importância crescente nas organizações e conquistou um lugar de destaque na agenda dos conselhos de administração. É também um novo desafio para os profissionais de Recursos Humanos, que hoje necessitam de novas competências e de colaborar de forma muito próxima com as equipas de Comunicação.

Uma employer brand que seja forte garante um maior número de candidatos de qualidade, menores custos unitários de recrutamento e um fator de diferenciação poderoso em relação aos concorrentes.

 

 

 

 

Ler Mais
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Trotinetes hive chegam à app Free Now
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift