Conheças estas 10 (possíveis) profissões do futuro

O relatório do Center for the Future of Work Cognizant Techno dalogy Solutions revela algumas das profissões do futuro para a próxima década. A equipa da Cognizant baseou-se em macrotendências actuais em diversas áreas. Como, por exemplo, meio-ambiente, migração, biotecnologia e demografia.

A pensar nisso, o site Na prática.org partilhou quais são essas possíveis novas profissões do futuro e que nível de conhecimento tecnológico exigem.

1. Detective de dados
O que este profissional do futuro faz
Investiga mistérios em Big Data. “O que é que os dados diz3m? Que segredos contêm?”, questionam os autores.

O que é preciso para esta profissão do futuro
Saber sobre finanças, matemática e data science. Ter conhecimentos legais é também uma vantagem.

2. Facilitador de TI
O que este profissional do futuro faz
Nesta profissão do futuro, a função é explorar tendências digitais e criar uma plataforma self-service automatizada para que utilizadores construam os seus próprios ambientes colaborativos, incluindo assistentes virtuais.

O que é preciso
Ter formação em TI, ciências da computação, engenharia, ciências naturais ou administração de empresas. Competências de comunicação e liderança também são necessárias.

3. Oficial de ética de sourcing
O que este profissional do futuro faz
Investiga, acompanha, negoceia acordos de bens e serviços para garantir que gastos indirectos da empresa estão alinhados com os padrões de ética de seus stakeholders.

O que é preciso
Ter experiência com ética em ambientes corporativos, competências de comunicação, capacidade de trabalhar em grupo. Conhecimentos de negócios, lei, gestão pública ou filosofia são diferenciais.

4. Gestor de desenvolvimento de negócios de inteligência artificial
O que este profissional do futuro faz
Na quarta das profissões do futuro, o profissional define, desenvolve e implementa programas eficazes para acelerar vendas e negócios de inteligência artificial (IA).

O que é preciso
Ter experiência com vendas e desenvolvimento de negócios em grandes organizações, além de experiência corporativa com plataformas de IA, machine learning e computação na cloud.

5. Mestre de edge computing
O que este profissional do futuro faz
Cria, mantém e protege o ambiente de edge computing, ou computação na “borda” (trata-se do limite da rede de computação em nuvem, perto da fonte de dados).

O que é preciso
Ser outorado na área ou em áreas relacionadas, experiência com segurança e protocolo de internet das coisas (IoT), entre outros assuntos. Capacidade de arquitectar e projectar ambientes de computação em nuvem ou edge computing.

6. Walker/Talker
O que este profissional do futuro faz
Profissional autónomo, como motoristas de Uber. Passa tempo com clientes idosos através de uma plataforma online para ouvi-los e conversar com eles.

O que é preciso
Qualquer background será considerado. É preciso ter mobilidade para visitar clientes em casa quando for necessário.

7. Conselheiro de compromisso de saúde
O que este profissional do futuro faz
Trabalha remotamente para oferecer coaching individual e conselhos de bem-estar e saúde aos utilizadores de pulseiras inteligentes, que monitorizam as suas actividades e sinais físicos.

O que é preciso
Ter experiência em nutrição ou educação física e credenciais (obtidas em cursos online) em modalidades desportivas como CrossFit ou yoga. Saber lidar com ambientes culturalmente diversos também é necessário.

 

8. Técnico de saúde assistida por inteligência artificial
O que este profissional do futuro faz
Examina, diagnostica e administra tratamentos apropriados para pacientes, auxiliado por tecnologia e por médicos acessíveis de maneira remota.

O que é preciso
Ter formação em enfermagem ou similares e ter experiência anterior na área de saúde, além de capacidade de trabalhar sob pressão e com ferramentas digitais.

 

9. Analista de cybercity
O que este profissional do futuro faz
Garante a segurança e funcionalidade da cidade ao garantir o fluxo saudável de dados (ambientais, populacionais, etc.) pelo sistema.

O que é preciso
Ter qualificações em engenharia digital, conhecimentos sobre circuitos electrónicos e experiência com impressão 3-D. É preciso saber ler e interpretar dados em analytics.

 

10. Chief Trust officer
O que este profissional do futuro faz
Trabalha com equipas de relações públicas e finanças para construir relações de confiança no sector financeiro e encorajar transparência e responsabilidade no mercado de criptmoedas.

O que é preciso
Ter anos de experiência relevante (com criptomoedas, blockchain, bolsa de valores), mestrado na área, conhecimentos regulatórios e perfil analítico.

Ler Mais
pub


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*