COVID-19: Maioria dos portugueses pondera mudar os seus hábitos

A maioria dos portugueses (79,6%)  pensam em trabalhar a partir de casa se a epidemia chegar, aos quais se juntam 70,4% que estão preparados para reforçar as compras para casa. Os dados são de um estudo realizado pela multidados.com – the research agency – em parceria com a Guess What. 

 

Já 63,2% dos inquiridos que admitem deixar de ir a eventos num futuro próximo.

O estudo, que quis ainda saber qual o nível de conhecimento dos cidadãos nacionais sobre este tema, mostra também que 87,5% dos inquiridos consideram-se esclarecidos sobre o tema, com uma percentagem ainda maior a afirmar conhecer os sintomas (92,1%). No entanto, apenas 27% identificam o cansaço como sintoma e só 24,3% o fazem em relação às dores musculares.

Ligar para a Linha de Saúde 24 é o comportamento que 71,8% dizem seguir em caso de suspeita de infecção, com 61,3% a assumir o isolamento. Ainda assim, um em cada cinco (20,5%) admitem recorrer ao hospital, com 19,9% a falar no uso de máscaras, ambas desaconselhadas pelos especialistas.

Apesar do volume de notícias sobre o tema, 52,6% dos inquiridos não se sentem alarmados, estando a maioria (70,4%) confiante nas informações prestadas pelas autoridades de saúde.

O estudo foi realizado por via dos métodos CATI (Telefónico) E CAWI (online) a uma base de dados de utilizadores registados na plataforma da multidados.com. Foram recolhidas e validadas 1000 respostas entre os dias 2 e 8 de Março.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Reprise, Initiative, Unilever e Somersby são os grandes vencedores dos Prémios SAPO
Automonitor
Já pode encomendar o novo Citroën C1 JCC+ desde os 14.727 euros