Dicas para voltar ao trabalho (sem stresses) depois de ser mãe

Foi mãe e não vale a pena tentar disfarçar. A vida mudou drasticamente. Agora, é tempo de retomar rotinas e tentar conjugar o trabalho com as fraldas, as papas, os choros e as noites mal dormidas. 

 

A pensar nisso, a Cofidis partilha seis estratégias que poderão ajudá-la a estar mais bem preparada e confiante para enfrentar esta fase de transição. Tome nota:

1. Pratique a nova rotina
A melhor forma de estar evitar stress com os horários, os seus e os do bebé, é praticar. Duas semanas antes de voltar ao trabalho, ligue o despertador e faça a sua vida como se fosse trabalhar. Assim, conseguirá perceber quanto tempo consomem as tarefas e poderá testar a separação com o bebé, por um par de horas e de forma gradual, ao longo do dia. Desta forma, estará mais bem preparada e confiante para o regresso ao trabalho.

 

2. Aprenda a dizer “não”
É normal que tenha trabalho acumulado ou que lhe apareçam novos projectos pela frente, mas é importante que saiba dizer “não” a colegas e chefias. Não exija tanto de si e foque-se no que é realmente prioritário.

 

3. Trabalhe à distância
Dependendo do tipo de cultura da empresa, considere a possibilidade de trabalhar a partir de casa, nem que seja uns dias por semana. Antes de questionar a chefia e para que a empresa possa aceitar confortavelmente a situação, planifique e tente perceber quais das suas tarefas pode realizar e entregar a partir de casa, sem prejudicar o trabalho e a equipa. Dê-lhe garantias de que a sua produtividade não estará em causa e de que se trata de uma situação temporária. Pode até sugerir um mês experimental.

 

4. Continue a amamentar
Com bom planeamento, o seu bebé pode continuar a beber leite materno. No entanto, isso implica ter de garantir tempo e espaço, no seu local de trabalho, para extrair leite, para armazená-lo e transportar para casa. Deve informar o seu empregador, para que lhe possam destinar um espaço para o efeito e aproveitar o embalo para falar sobre o horário de amamentação, pois tem direito a um horário de trabalho diário mais reduzido.

 

5. Procure cuidadores para o bebé
Cada vez que tem de separar-se do seu bebé, fica ansiosa ou lavada em lágrimas? Se o casal tiver horários flexíveis ou por turnos, considere desencontrar os horários, para garantir que o bebé está sempre ou com o pai ou com a mãe. Considere ainda os avós como uma das opções. Se nenhuma destas soluções é viável para si, as educadoras particulares têm a vantagem de poder cuidar do bebé na sua própria casa, com toda a comodidade. Seja qual for a opção que escolher, o mais importante é que reduza o stress e a ansiedade ao máximo para transmitir segurança ao bebé.

 

6. Considere ter ajuda nas tarefas domésticas
Gerir a vida familiar com a profissional é um dos grandes desafios de ser mãe. Se conseguir ter ajuda nas tarefas domésticas, como a limpeza da casa ou a confecção das refeições, poderá ganhar tempo para o que realmente importa.

Ler Mais
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Trotinetes hive chegam à app Free Now
Automonitor
Os últimos 100 anos de publicidade Citroën por Jacques Séguéla