É pro em videojogos? Saiba que isso lhe pode valer um emprego

A escassez de talento é real e muitas empresas enfrentam sérias dificuldades para encontrar as competências de que necessitam, em particular a procura de soft skills, já que estas competências humanas se revelaram fundamentais para o desenvolvimento de uma força de trabalho ágil e resiliente nos momentos de mudança e disrupção, como aquele pelo qual passamos hoje.

 

Esta elevada competição pelo talento significa que as organizações necessitam de ser cada vez mais criativas na forma como atraem as competências de que necessitam.

O estudo do ManpowerGroup, “Game To Work”, incide na necessidade de inovação, mostrando como os empregadores devem olhar para além das fontes tradicionais de talento e focar a sua atenção nos entusiastas do gaming.

De acordo com este estudo, os videojogos permitem o desenvolvimento de competências valiosas que são transferíveis para a vida real e relevantes no local de trabalho. «Pensamento crítico, criatividade, inteligência emocional e uma elevada capacidade de resolução de problemas complexos, são só algumas das soft skills, fortemente valorizadas pelas empresas, que o gaming permite desenvolver nos seus aficionados», afiança o ManpowerGroup, que lança agora «uma inovadora campanha de recrutamento que vem valorizar a indústria dos videojogos e a geração que tem dedicado cada vez mais atenção a este tipo de entretenimento».

Através de um assessment, disponível no site do ManpowerGroup, o jogador é avaliado pela experiência, resultados e tipo de jogos a que mais se dedica e toma conhecimento das soft skills que desenvolveu, assim como das áreas e funções que pode desempenhar com base nesses resultados. «Este assessement foi desenvolvido com base numa análise de mais de 11 mil jogos de 13 géneros, que permitiu identificar as principais soft skills desenvolvidas em cada categoria e associar as competências dos jogos com as de trabalho», revela o ManpowerGroup.

Todos os que quiserem fazer o teste às suas skills, devem aceder à plataforma Gaming Skills Translator, e indicarem os seus videojogos de eleição, a sua experiência e nível atingidos, mas também o tempo que lhes dedicam.
Em seguida, a plataforma online traduz essa informação em competências de trabalho, que os profissionais podem adicionar ao seu CV e comunicar nas entrevistas, ajudando-os a alcançar uma melhor afinidade com a posição a que se candidatam.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...