EasyJet encoraja meninas a tornarem-se pilotos

A companhia aérea acaba de lançar uma campanha que pretende inspirar mais raparigas a tornarem-se pilotos de linhas aéreas.

 

A curta-metragem foi lançada ontem, dia 30 de Agosto, com a reinvenção do filme “Apanha-me se puderes”.  A companhia aérea surpreendeu os passageiros no aeroporto de Southend, em Londres, ao recriar a famosa cena com um elenco de crianças, entre cinco e nove anos de idade, colocando uma menina na frente e no centro.

Ao re-filmar a cena do filme, a easyJet espera rectificar equívocos transmitidos por filmes de Hollywood como Top Gun, The Aviator e Flyboys, de que ser piloto é para os homens.

A liderar o elenco estava a filha da comandante da easyJet, Emily Revie. A ideia surgiu das respostas de 500 pilotos da companhia, entrevistados, em que a easyJet concluiu que, quando crianças, os meninos eram mais propensos do que as meninas a considerar uma carreira como piloto.

Mais de metade (55%) dos pilotos do sexo masculino sabiam que queriam seguir esta profissão aos 10 anos de idade. As mulheres estavam menos entusiasmadas, já que apenas metade (50%) só pensava na carreira quando tinha 16 anos – ou até mais. Surpreendentemente, mais de um quinto (22%) dos pilotos do sexo masculino já eram vendidos no emprego aos cinco anos de idade.

A pesquisa da easyJet veio demonstrar que modelos positivos de infância, como estrelas de televisão e cinema, membros da família, e reuniões com pilotos reais, eram vitais para inspirar os jovens a considerar a carreira e, como tal, a companhia aérea pretende continuar a sua campanha para aumentar a visibilidade dos pilotos fora dos aeroportos.

Desde o lançamento da iniciativa Amy Johnson Flying, os pilotos da easyJet visitaram mais de 150 escolas e faculdades para promover a carreira. A companhia estabeleceu a meta de que 20% dos novos pilotos a ingressar na companhia aérea, até 2020, sejam mulheres.

No ano fiscal de 2018, a easyJet recrutará 460 novos pilotos para responder à procura recorde da companhia aérea pelo terceiro ano consecutivo, à medida que sua rede europeia continua a crescer. As oportunidades variam desde pilotos de cadetes em início de carreira até experientes co-pilotos e comandantes (ver aqui).

 

Veja também estas notícias

 

 

 

 

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...