Em Londres as empresas estão a deixar os escritórios. Qual será o motivo?

As empresas de Londres estão a abandonar os espaços excedentes de escritório a um ritmo ainda mais rápido do que na crise financeira, avança o site Bloomberg.

Mais de 92.900 mil metros quadrados estão disponíveis para subarrendamento desde Junho, de acordo com a pesquisa da empresa de dados imobiliários CoStar Group Inc. As empresas estão a oferecer o espaço excedente, uma vez que devido à pandemia a maioria dos colaboradores está em teletrabalho. A tendência, até agora, está limitada apenas a Londres.

«O sucesso do teletrabalho, juntamente com as preocupações constantes em torno dos transportes públicos e das infecções por coronavírus, levou muitas empresas a reconsiderar as suas necessidades de espaço de escritório», escreveu Mark Stansfield, chefe de análises do Reino Unido na CoStar, numa nota aos clientes. 

Apesar dos londrinos estarem a usar mais os transportes públicos após a reabertura das escolas, o número de utilizadores de metro ainda é apenas um terço do número do ano passado, mostram dados compilados pelo Transport for London. Ao mesmo tempo, os casos de coronavírus no Reino Unido aumentaram novamente.

Os espaços de escritórios usados representam uma ameaça para os criadores de novos edifícios, oferecendo aos inquilinos uma alternativa mais barata. 

Bancos como o Credit Suisse Group AG, HSBC Holdings Plc e Nomura Holdings Inc. estão entre as empresas que actualmente tentam arrendar o espaço excedente de que não precisam mais.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...