Especialista da Google revela segredo para um dia mais produtivo

Dicas para poupar tempo e truques que propõem olhar para o calendário como uma ferramenta de motivação, por exemplo, são, regra geral, a aposta de quem quer ter um dia mais produtivo. Contudo, Laura Mae Martin, especialista da Google no tema, tem outra opinião.

 

De acordo com a responsável, o segredo está na forma como o dia é pensado. Reordenar prioridades será um dos primeiros passos a tomar – não só em prol da produtividade, como de uma vida mais preenchida. Tendo por base os ensinamentos de Laura Mae Martin, a Inc. deixa três conselhos para que 2020 seja o ano da produtividade:

 

1 – Decidir quais são as prioridades e dizer que não a tudo o resto
Não basta perceber quais são os objectivos ou tarefas mais importantes – seja para o trimestre ou para o mês. Também é crucial conseguir dizer que não a tudo o resto, uma vez que o tempo não estica. Sempre que surgir a tentação de fazer algo que não ajuda em nada a cumprir as metas definidas, o melhor será mesmo rejeitar o desafio ou convite. Poderá ajudar ter na secretária um papel com as prioridades;

 

2 – Reservar meia hora para si próprio
Questionada sobre um hábito essencial para o sucesso, Laura Mae Martin indica a capacidade de reservar meia hora do dia para si próprio. Pode ser logo no início do dia, como acontece com a especialista da Google: antes de começar a trabalhar, dedica 30 minutos, sem interrupções, a actividades que a ajudam a restaurar energias e a concentrar-se, incluindo beber café, meditar ou tocar piano;

 

3 – Ir desenhando novas definições de produtividade
Produtividade não tem de ter sempre o mesmo significado. Em alguns dias, pode ser sinónimo de passar horas no sofá a ver séries ou filmes na televisão, segundo afirmou Laura Mae Martin numa entrevista ao Quartz. Tudo depende das intenções de cada pessoa, daquilo que precisam para cada dia – nomeadamente, se estiverem cansadas. Além disso, após um dia de preguiça, é possível que a produtividade no trabalho aumente logo de seguida.

Em termos mais gerais, a ideia é que produtividade está relacionada com propósito: se a intenção era passar o dia a escrever uma proposta de trabalho mas se acaba a divagar pela Netflix, então não existiu produtividade. Mas se o objectivo era descansar, houve produtividade.

 

Fonte: Executive Digest

 

Ler Mais
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
YouTube faz 15 anos: o que mudou e o que ainda vai mudar
Automonitor
Presidente promulga diploma sobre alteração de matrículas automóveis