«Esperamos que o consumidor comece a valorizar os conteúdos pagos»

Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal, acredita que o Sapo Prime poderá contribuir para uma nova forma de encarar os conteúdos jornalísticos online.

 

São dois os factores distintivos da novo agregador de conteúdos pagos do Sapo. Por um lado, foca-se na disponibilização de artigos diferenciados, como é o caso de grandes entrevistas ou reportagens de fundo. Por outro, permite a compra à peça – não existem subscrições mensais ou anuais – e o pagamento simplificado, uma vez que pode ser integrado na factura Meo. Desta forma, também permite capitalizar os milhões de clientes da operadora.

Os dois aspectos foram realçados por Filipa Martins, directora do Sapo, no evento de apresentação oficial do Sapo Prime. A responsável aproveitou para sublinhar que o crescimento do Sapo tem por base uma rede de parceiros, crucial também neste novo lançamento. O Multipublicações Media Group, através da Marketeer, Executive Digest e Human Resources, é um dos membros desta rede.

O Sapo Prime apresenta-se como uma nova forma de aceder a conteúdos premium, que poderão funcionar como uma fonte de receita adicional para os meios de comunicação. Este agregador está visível na homepage do Sapo, assegurando que todos os utilizadores têm conhecimento da novidade. Actualmente, o Sapo chega a quatro milhões de portugueses regularmente.

Na apresentação do Sapo Prime esteve presente também Alexandre Fonseca, presidente executivo da Altice Portugal – que detém a marca Sapo. Segundo o gestor, o Sapo aproxima-se dos 25 anos (comemorados no próximo ano) enquanto referência do mundo da internet em Portugal e em português: «É indiscutivelmente líder em audiências no digital», alicerçado em valores como inovação, irreverência, mas também confiança.

«Hoje, lançamos aqui algo diferente, fruto de uma aposta da Altice na proximidade, especialmente nos últimos dois anos», afirmou Alexandre Fonseca. O Sapo Prime vai buscar a base de confiança que tem acompanhado a evolução do Sapo para oferecer um serviço que aproxima o portal dos seus utilizadores, daquilo que mais valorizam em termos de informação: conveniência, simplicidade, acesso rápido, prático e de confiança.

O presidente executivo da Altice Portugal esclarece ainda que dois cliques é só o que é preciso para usufruir do Sapo Prime. Um clique para escolher o artigo desejado e outro para seleccionar o meio de pagamento. Além da factura Meo, também é possível optar por pagamento via MB Way, sendo que os três primeiros artigos são de acesso gratuito.

«No futuro, iremos apresentar outros produtos de uma nova geração e posicionamento que o Sapo pretende ter no online» em linha com o que já está a acontecer com o Sapo Prime, acrescenta ainda Alexandre Fonseca. Neste momento, «a expectativa é de que o consumidor comece a valorizar os conteúdos pagos, a entendê-los como uma mais-valia».

Texto de Filipa Almeida, Marketeer

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players
Automonitor
Chevy Suburban: O primeiro carro com uma estrela em Hollywood