Esta empresa vai dar um bónus de cinco milhões aos trabalhadores

A venda da Partex – petrolífera fundada há mais de oito décadas pelo próprio Calouste Gulbenkian – à PTT Exploration and Production vai valer um bónus de cinco milhões de euros aos trabalhadores da tailandesa.

 

Em Junho deste ano, foi prometido a todos os trabalhadores da Partex (80) uma espécie de bónus pelo esforço feito durante o processo de venda da petrolífera, no valor global de cinco milhões de euros, apurou o “Dinheiro Vivo” (DV).

A cada trabalhador deverá ser pago o montante de 62 500 euros e dividido por um salário médio líquido mensal de 4500 euros, equivale a quase 14 meses de ordenado (um ano mais subsídios). Apesar da promessa, o “DV” acrescenta que os trabalhadores desconhecem ainda se este bónus será realmente pago e em que condições.

Depois de obtidas todas as autorizações necessárias, foram hoje assinados os documentos finais que permitem à tailandesa PTTEP assumir o controlo da Partex, após um investimento de 557 milhões de euros, revelou a fundação em comunicado.

Este é também um momento relevante para a fundação Calouste Gulbenkian, «uma vez que este desinvestimento na Partex, um activo que representava cerca de 18% dos investimentos totais, permite alinhar a fundação com a visão de futuro sustentável que partilha com outras grandes fundações internacionais», acrescenta.

A operar desde 1985, a PTTEP tem mais de 40 projectos petrolíferos em 15 países.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Já é Natal lá fora… Conheça as primeiras campanhas
Automonitor
Belos e furiosos: 25 modelos para entender os anos 80 e 90