Estão a ser criadas mais empresas em Portugal. Saiba em que sectores.

Até ao fim de Abril, foram criadas 19 486 novas empresas, mais 12,6% do que no período homólogo de 2018, ano em que foi batido o recorde de criação de empresas em Portugal. Os dados são do mais recente Barómetro da consultora Informa D&B. Conheça as restantes conclusões.

 

Este crescimento, sendo generalizado a quase todos os sectores de actividade e distritos, tem a particularidade de deixar de fora as actividades imobiliárias e o alojamento e restauração, embora estes sejam sectores que têm vindo a apresentar crescimento últimos anos. Nos primeiros quatro meses deste ano, a criação de novas empresas nas actividades imobiliárias apresentou uma redução de 6,2%, enquanto o alojamento e a restauração caiu em 1,8%.

O sector da construção ultrapassou estes sectores de actividade na criação de novas empresas. Até ao final de Abril, criou 2345 novas empresas, que corresponde a uma subida de 40,5% em comparação com o período homólogo de 2018.

Já o sector dos transportes mais que duplicou a criação de novas empresas, com uma subida de 113,2%. O barómetro afirma que para esta subida contribuiu o “transporte ocasional de passageiros em veículos ligeiros”, especialmente na área metropolitana de Lisboa, coincidindo com a promulgação da Lei 45/2018 que regula a actividade de transporte individual e remunerado de passageiros em veículos descaracterizados a partir de plataformas eletrónicas.

O barómetro revela ainda que em Janeiro e Fevereiro deste ano, registou-se uma subida nos encerramentos de 6,3% em relação ao mesmo período de 2018, valor que foi depois equilibrado no final do primeiro trimestre. Até ao fim de Abril registou-se uma subida de 2,5% face ao período homólogo, que não é transversal a todos os sectores e para a qual contribuíram particularmente os sectores da agricultura e outros recursos naturais (25,6%) e  das tecnologias da Informação e Comunicação (12,7%).

Já as insolvências desceram, tendo sido registadas 743 novas, menos 14,8% em relação a Abril de 2018. A indústria (16%) e os transportes (11,8%) foram os únicos setores a registar mais insolvências que o ano passado.

 

Ler Mais
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Cristiano Ronaldo promove curso que ensina a ser influenciador
Automonitor
Os peculiares protótipos que a Daihatsu vai levar a Tóquio