Estão de facto os portugueses mais disponíveis para mudar de emprego?

A taxa de disponibilidade para uma mudança de emprego aumentou este ano para 78%, percentagem mais elevada nos últimos cinco anos. Quem o diz é o Guia do Mercado Laboral 2020, da Hays.

 

A nível de regiões, não se apresentam diferenças significativas entre Norte, Centro e Sul. Todos eles aumentaram pelo menos 10 pontos percentuais este ano, o que revela uma grande disponibilidade em mudar de emprego, em qualquer parte do país.

Quanto à disponibilidade para uma mudança de emprego por área, os sectores com maior interesse são Retalho (87%), Engenharia (82%), Office Support (81%), Contabilidade e Finanças (80%) e Tecnologias de Informação e Turismo e Lazer (79%).

O Guia do Mercado Laboral mostra também que 63% dos profissionais inquiridos já se encontram à procura de um novo projecto e 22% dos profissionais admitem a possibilidade de se despedirem antes de encontrar um novo projecto. As principais razões desses profissionais passam pela insatisfação com as perspectivas de progressão (85%), os prémios de desempenho (78%) e a comunicação interna (74%).

Outros dados do mesmo guia revelam ainda que que 54% dos profissionais aceitariam ouvir uma contraproposta do seu actual empregador; 52% estão abertos a novos projectos, mas não vão procurar de forma proactiva; e 26% estão neste momento num processo de recrutamento.

Ler Mais
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Banco Montepio aponta a quem procura casa
Automonitor
Presidente promulga diploma sobre alteração de matrículas automóveis