Este banco ofereceu 1550 bens a instituições sociais

Desde o início do ano, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) doou cerca de 1550 bens, beneficiando dezenas de Instituições sociais públicas, privadas e associativas. Estas doações foram feitas de um programa de doação de bens, a instituições com capacidade de intervenção social, que a CGD tem, desde 2015.

 

Trata-se, sobretudo, de material de escritório (cadeiras, blocos de gavetas, armários, mesas, secretárias, biombos, cabides, estantes, entre outros) que, embora já utilizado, preserva condições de utilização e têm grande utilidade para as instituições visadas, que passam assim a contar com apoios importantes para a sua sustentabilidade e equilíbrio económico e social.

A entrega de bens reforça a estratégia de apoio social da Caixa, aliada aos princípios de sustentabilidade ambiental, promove o reaproveitamento de equipamentos diversos e materiais descontinuados, em benefício das entidades e dos seus utentes. Na prática, além do apoio social e comunitário, estas ações permitem alargar o tempo de vida útil destes materiais – com valor critico para as comunidades mais carenciadas, privilegiando-se a reutilização de materiais, o que contribui para uma menor criação de resíduos e danos ambientais.

Estas iniciativas da CGD têm sido promovidas com o apoio da Entrajuda, entidade responsável pela gestão das instituições de solidariedade social, que recebe e identifica as várias instituições com efectiva necessidade de recorrer a este tipo de alternativa solidária.

Esta iniciativa de doação de mobiliário e equipamentos beneficiou, instituições como a Paróquia de Santo Adrião (Braga); Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Braga; Santa casa da Misericórdia de Fafe; Obra Social Padre Miguel (Bragança); Fundação Betânia (Bragança); Associação Porto de Paralisia Cerebral (Porto); Associação para o Estudo e Integração Psicossocial – AEIPS (Lisboa); Associação Luiz Pereia da Motta (Loures); Centro Social O Bom Samaritano (Moita); Centro Comunitário Paróquia da Ramada (Odivelas); Clube Intercultural Europeu (Amadora); Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Torres Vedras; Centro Paroquial de Azambuja, Santa Casa da Misericórdia de Fafe; Comunidade Vida e Paz (Lisboa); Paramédicos de Catástrofe Internacional – PCI (Lisboa); ADSCS – Associação para o Desenvolvimento Social e Comunitário de Santarém; Associação Obras Assistência SSVP (Lisboa); Bombeiros Voluntários de Marvão; Academia Musical Ilha Graciosa; Bombeiros Voluntários de Castro Daire; Biblioteca Fundação Ricardo Espirito Santo Silva – FRESS (Lisboa); Grupo Desportivo Barbus (Borba), Movimento Juventude Nova (Lisboa); YouthCoop – Cooperativa para o Desenvolvimento e Cidadania (Cacém) e Entrajuda.

No âmbito da sua estratégia de Sustentabilidade e Responsabilidade Social, a Caixa Geral de Depósitos trabalha em três eixos estratégicos, inclusão social e financeira, educação e literacia financeira e suporte à economia social, procurando responder às carências sociais e lutar contra a pobreza e a exclusão social.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...