Estes 10 benefícios vão ser os mais desejados pelos colaboradores em 2020

O salário deixou de ser suficiente para reter talento, já se sabe; os colaboradores valorizam benefícios cada vez mais diversificados. Flexibilização de trabalho e programas de bem-estar financeiro são alguns dos mais pretendidos. Mas há outros menos evidentes. Descubra-os.

 

Com base em diversas pesquisas, o site Best Money Moves elaborou uma lista com os dez benefícios que serão mais desejados pelos colaboradores em 2020. É aqui que deve apostar:

 

1.Programas de bem-estar financeiro
O dinheiro é a maior fonte de stress de quase 60% dos colaboradores, de acordo com o último relatório da PwC. Mais de 30% dos colaboradores disseram que a sua saúde foi afectada por preocupações financeiras.

Quando a PwC perguntou aos colaboradores que benefícios gostariam de ter, um em cada quatro, disse que quer um programa de bem-estar financeiro com um conselheiro imparcial. Estes benefícios são atraentes para todos os grupos etários.

 

2. Programas de saúde mental
De acordo com a American Psychiatric Association, quase um quarto dos trabalhadores dos Estados Unidos foi diagnosticado com depressão e 40% deles tiram em média dez dias de folga do trabalho por ano devido à sua doença mental.

Os empregadores podem minimizar os efeitos das doenças mentais no local de trabalho, identificando os factores de risco relacionados com o trabalho e simplificando o acesso aos benefícios para a saúde mental.

 

3. Programas de reembolso de dívida de empréstimo estudantil
Os empregadores têm desenvolvido soluções para ajudar os colaboradores que estão a pagar os seus empréstimos estudantis.

 

4. Cuidados de Saúde Transgénico Inclusivos
A Fundação Internacional de Planos de Benefícios aos Colaboradores descobriu que quase 30% dos empregadores oferecem benefícios inclusivos para transgéneros, como cobertura de cirurgia de mudança de sexo ou subsídios para procedimentos estéticos, como eletrólise ou mastectomia.

 

5. Benefícios tecnológicos
A Society for Human Resource Management (SHRM) mostra que que mais de 50% dos empregadores fornecem aos colaboradores um telemóvel ou smartphone para uso comercial e pessoal. Mais de 40% oferecem subsídios para contas de dispositivos pertencentes aos colaboradores. E quase 15% das organizações oferecem computadores gratuitos para uso pessoal. Este tipo de benefícios técnicos garantem que os colaboradores tenham o equipamento certo para realizar o trabalho, estejam eles no escritório, a viajar ou a trabalhar remotamente.

 

6. Planeamento familiar
São cada vez mais os empregadores que oferecerem benefícios como licença maternidade paga e serviços de fertilidade para atrair e reter colaboradores. E não são apenas as grandes empresas: 10% dos empregadores com 50 ou menos colaboradores oferecem algum tipo de benefício de fertilidade. Colheita ou congelamento de óvulos, tratamentos de fertilização in vitro, licença remunerada de paternidade e assistência médica a crianças são apenas alguns dos benefícios para a família que estão a crescer como parte da tendência maior de expandir as políticas de equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

 

7. Flexibilidade de horário
Mais de 10% dos colaboradores deixam de trabalhar por causa da falta de equilíbrio entre vida profissional e pessoal. A flexibilidade de horário faz uma grande diferença para os novos pais, cuidadores, estudantes, colaboradores com problemas de saúde contínuos ou colaboradores que viajam muito.

Os horários de trabalho flexíveis oferecem aos colaboradores a possibilidade de decidirem sobre quando e onde trabalham. Além disso, estabelece um nível de confiança com o empregador e permite que eles estejam presentes para os amigos e a família quando for necessário.

 

8. Benefícios de transporte
Quase metade dos trabalhadores considera que a sua deslocação para o trabalho é a pior parte do dia e um em cada cinco funcionários diz que chega regularmente atrasado ao trabalho devido a interrupções nas viagens. Empresas como a Apple começaram a fornecer autocarros da empresa para ajudar a aliviar a angústia em relação às deslocações.

 

9. Benefícios de licença paga
Quase 80% dos colaboradores não têm uma conta poupança de emergência e recorrem a cartões de crédito para cobrir despesas inesperadas ou reduzir gastos com outras coisas, como cuidados de saúde necessários. Adoptar uma política de licença médica e familiar remunerada é um assunto na ordem do dia para cada vez mais empresas.

 

10. Políticas pet-friendly
Actualmente, cerca de 15 % das empresas oferecem algum tipo de seguro de saúde para animais de estimação. O seguro de saúde para animais de estimação é um benefício que cresceu 6% desde 2015. Algumas empresas estão mesmo a oferecer folga remunerada ou a flexibilidade de trabalhar em casa para os colaboradores que adoptem um animal de estimação, como se fosse uma “licença por paternidade”.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Já é Natal lá fora… Conheça as primeiras campanhas
Automonitor
Belos e furiosos: 25 modelos para entender os anos 80 e 90