Experiência de semana de trabalho de quatro dias no Reino Unido apresenta os primeiros resultados… e são surpreendentes

Os primeiros resultados de uma das maiores experiências de semana de trabalho de quatro dias acabam de sair e são deveras promissores.

 

Em Junho, setenta empresas no Reino Unido começaram um programa-piloto de seis meses para testar a semana de trabalho de quatro dias. Segundo o Business Insider, a 4 Day Week Global, entidade sem fins lucrativos que supervisiona o programa divulgou recentemente dados preliminares, em resultado de um inquérito junto das empresas participantes.

Das 41 que responderam, 88% revelou que o novo modelo estava a resultar “bem” até ao momento, e 86% afirmou que era “provável” ou “extremamente provável” considerar manter a semana de trabalho de quatro dias após o piloto terminar.

Claire Daniels, CEO da Trio Media, uma das empresas participantes, revelou em comunicado, «A experiência da semana de trabalho de quatro dias tem sido um sucesso no nosso caso. A produtividade manteve-se elevada, com um aumento do bem-estar para a equipa, acompanhado de um acréscimo de 44% de performance financeira no negócio».

Relativamente a um eventual decréscimo no desempenho dos colaboradores, uma das principais preocupações referidas no que ao tema diz respeito, 46% dos respondentes afirmaram que a produtividade nas empresas manteve-se no “mesmo nível”, enquanto outros 34% declararam que “aumentou ligeiramente” e 15% reportaram que “aumentou significativamente”.

Eliminar um dia na típica semana de trabalho parecia ser o aspecto mais desafiante do novo esquema.

Foi pedido às empresas que reportassem como foi a transição para quatro dias numa escala de 1 a 5, sendo 1 “extremamente desafiante” e 5 “extremamente suave”. Para 29% a classificação foi 5, 49% escolheram 4, 20% dos respondentes seleccionou o nível intermédio 3.

«Estamos orgulhosos por participar nesta experiência e está a correr bem. Não foi um “passeio no parque” inicialmente, mas nenhuma grande mudança é», referiu Nicci Russell, managing Director da Waterwise, outra empresa participante. «Foi uma colaboração de todos – algumas semanas são mais fáceis do que outras e temas como as férias são mais complicados de gerir – mas estamos mais articulados agora do que no início.»

«Todos apreciamos o dia extra fora do escritório e regressamos com mais energia», acrescentou, «tem sido muito positivo para o nosso bem-estar e hoje estamos, sem dúvida, mais produtivos».

Outra empresa envolvida no piloto, Girling Jones, recrutadora na área da construção, revelou ao Business Insider que a semana de trabalho de quatro dias estava a revelar-se uma experiência positiva para os colaboradores. «Estamos a participar neste piloto porque as nossas pessoas estão mais felizes», justificou Fiona Blackwell, associate director da empresa.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.