Galp conclui transacção com ACS e torna-se principal operador solar na península ibérica

A Galp e a ACS concluíram a transacção relativa à constituição de uma joint venture (JV) com vista ao desenvolvimento de uma carteira de projectos de solar fotovoltaico em Espanha, com uma capacidade de geração de energia total de 2,9 GW.

Assim, a Galp comprou 75,01% da JV, por 326 milhões de euros, mantendo a ACS uma participação de 24,99%.

A transação tem um valor total (‘enterprise value’) de 2,2 mil milhões de euros, relacionado com a aquisição, desenvolvimento e construção do total do portefólio (100%), adianta a Galp.

«Foi estabelecida uma estrutura governamental de cocontrolo, sendo a participação da Galp refletida nas suas demonstrações financeiras através do método de equivalência patrimonial», refere a energética.

Esta transação resulta do acordo estabelecido em 22 de Janeiro deste ano com os espanhóis da ACS, que foi recentemente alterado de modo a estabelecer, entre outros, a constituição da JV entre as duas partes, conforme tinha sido anunciado em Julho.

«O portefólio de 2,9 GW incorpora uma selecção de projectos de elevada qualidade em Espanha, incluindo 914 MW de activos recentemente comissionados e um conjunto de projectos em diferentes estágios de desenvolvimento», esclarece a Galp.

«A conclusão desta transacção representa um passo importante para a materialização das nossas ambições nas energias renováveis», refere, em comunicado, o presidente executivo da Galp, Carlos Gomes da Silva, acrescentando que a parceria «estabelece a Galp como o principal operador solar na península ibérica através da incorporação de um portefólio de geração de elevada qualidade».

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...