Galp: Há mais energia quando estamos juntos

No regresso aos formatos presenciais em segurança instalou-se um sentimento de recuperar o tempo perdido, um frenesim que colocou as organizações a correr para voltar “ao normal”.

 

No momento pós restrições da pandemia a questão que se colocou foi generalizada: por onde (re)começar? Naturalmente a Galp realiza frequentemente eventos internos com o objectivo de promover o networking, sensibilizar os colaboradores para os desafios energéticos da empresa, promover o conhecimento e o acesso a informação da organização e também consolidar a cultura da empresa.

No caso da Galp, em 2022, o foco foi dado a momentos poderosos de reforço dos valores e da cultura da empresa e também de formatos promotores de impacto positivo nos colaboradores e na comunidade. Em concreto, foram realizadas dezenas de iniciativas com o objectivo de reenergizar as nossas pessoas, um dos três pilares do nosso propósito. Mas, acima de tudo, iniciativas em equipa e para as equipas, pensadas para promover proximidade e partilha sem a barreira dos ecrãs imposta pela pandemia. Porque há sempre mais energia quando estamos juntos.

Um exemplo de sucesso: celebrámos em Outubro a segurança na Galp com o primeiro Safe Energy Day, uma iniciativa vivida em toda a organização com a premissa de reflectir em conjunto sobre o tema. Seguiram-se em Dezembro os Safety Recognition Awards, um momento de reconhecimento no fecho do ano que juntou todos os embaixadores internos de segurança em torno de um objectivo comum: fazer da Galp a empresa de energia mais segura do mundo.

Comissão executiva, equipa de liderança, colaboradores e parceiros falaram sobre segurança em diversas instalações – refinaria, parques fotovoltaicos, estações de serviço, escritórios – em 20 localizações diferentes distribuídas por Portugal, Espanha, Brasil, Moçambique e Cabo Verde.

Ao longo de todo o dia ocorreram actividades relacionadas com a segurança, desde cursos de primeiros socorros e demonstrações de extinção de incêndios a exercícios de simulação de acidentes nos diversos locais de trabalho. Um momento de aprendizagem, de interacção entre colaboradores e parceiros, e ainda de compromisso de longo prazo com aquilo que é a nossa licença para operar.

Somos mais de 6.500 pessoas com 56 nacionalidades, distribuídas em 10 países, o que faz com que todas as nossas iniciativas sejam promovidas, amplificadas e, acima de tudo, vividas em todas as geografias em que temos actividade. Isto significa que todos os nossos eventos internos são um verdadeiro desafio de comunicação e de organização.

Mas, independentemente dos diversos contextos, temos um ponto de partida único, o de assegurar um acesso competitivo, flexível e com a menor pegada ambiental possível às fontes imprescindíveis para a segurança energética e bem-estar das comunidades onde actuamos. Esta preocupação com o impacto da nossa actividade está em linha com o reforço da nossa aposta e envolvimento em acções de voluntariado corporativo. Trabalhamos o espírito de equipa de uma forma imediata e natural, ao colocarmos no centro da actividade o bem-estar dos outros e o sucesso de projectos de cariz social.

O resultado é claro: pessoas energizadas, que contribuem e retribuem à sociedade; pessoas que têm orgulho da sua equipa, da sua chefia, da sua empresa; pessoas que sentem que fazem parte da

construção de uma sociedade mais justa e equilibrada, que estão a cumprir o seu propósito, tanto a título individual como em equipa.

Assim, foi com naturalidade que se revisitou o programa de voluntariado corporativo com a premissa de envolver mais colaboradores em causas sociais e em projectos de impacto nas diversas comunidades em que marcamos presença.

Até ao final de Novembro, perto de 1200 voluntários estiveram envolvidos em 44 iniciativas em Portugal, Espanha, Moçambique e Brasil. Foram mais de 5300 horas – cada voluntário dispõe de 48 horas por ano para estas iniciativas – em actividades de redução do desperdício alimentar e apoio a situações de emergência sociais, remodelação de espaços de organizações sociais e outras iniciativas abrangidas no âmbito de seis objectivos de desenvolvimento sustentável.

Para perto de metade destes colaboradores, 2022 foi o ano em que participaram pela primeira vez numa acção de voluntariado promovida pela Galp, momento que associam a uma mudança positiva, tanto a título profissional como pessoal.

Momentos de plantação de sementes para iniciativas futuras, estes eventos internos são também uma oportunidade para sentir o pulso da organização. Assim, à semelhança do que acontece noutros momentos, também estes eventos foram avaliados pelos colaboradores através de inquéritos de satisfação qualitativos e quantitativos, permitindo uma curva de aprendizagem relevante para a preparação do próximo ano.

Um trabalho diário e continuo para que o alinhamento interno e cultural da Galp seja vivido por todos enquanto a organização materializa o seu propósito: Regenerar o Futuro Juntos.

 

Este artigo faz parte do Caderno especial “Eventos Internos” publicado na edição de Janeiro (n.º 145) da Human Resources.

Caso prefira comprar online, tem disponível a versão em papel e a versão digital.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.