Governo está a contratar para a presidência portuguesa da União Europeia

Portugal vai presidir à União Europeia no primeiro semestre de 2021 e o Governo já está a recrutar. São 24 as vagas disponíveis em áreas como a administração e assuntos consulares, os vistos e circulação de pessoas, informação e imprensa ou os serviços de protocolo.

 

De acordo com o anúncio do procedimento concursal, que foi publicado em Diário da República, o Governo pretende recrutar trabalhadores para o exercício de funções de técnico superior, «no âmbito da Estrutura de Missão para a Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, em 2021, na modalidade de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo».

Para o núcleo da secretaria-geral do Ministério dos Negócios estrangeiros da Unidade de Coordenação e Acompanhamento Técnico-Diplomático da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia em 2021, existem nove lugares disponíveis, dois na área da administração e assuntos consulares, um para vistos e circulação de pessoas, três no apoio às actividades do Instituto Camões, um para serviços de protocolo, outro para informação e imprensa e um para a área de cifra e informática.

Já o Núcleo da direcção-geral de Política Externa da Unidade de Coordenação e Acompanhamento Técnico-Diplomático da PPUE 2021 tem 15 lugares disponíveis, na área do apoio especializado à preparação e exercício da presidência.

O formulário de candidatura, que deve ser submetido até 22 de Janeiro, está disponível na página eletrónica do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Ler Mais
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
YouTube faz 15 anos: o que mudou e o que ainda vai mudar
Automonitor
Presidente promulga diploma sobre alteração de matrículas automóveis