Imagina quantos portugueses vão parar às 16h para ver o jogo da Selecção Nacional? E o impacto dessa paragem na economia?

Cerca de 31% dos trabalhadores portugueses vai interromper a sua actividade laboral para assistir à estreia da selecção portuguesa de futebol no Mundial, revela um estudo da APP Fixando conduzido entre 21 e 24 de Novembro, a mais de 57 mil utilizadores e profissionais da sua plataforma de contratação de serviços.

 

Com o país a “parar” para ver a selecção de futebol no Mundial do Catar, a Fixando estima que, para os profissionais inscritos na plataforma, esta paragem represente cerca de 2.8 milhões de euros que não serão facturados, uma vez que 24% dos trabalhadores por conta própria afirma que não irá trabalhar para ver o jogo.

Os serviços para casa, que incluem jardineiros, pintores ou canalizadores, representam a maior fatia com perdas estimadas de cerca de 1.2 milhões de euros, seguidos dos profissionais ligados a eventos (960 mil euros) e serviços de assistência técnica (175 mil euros).

Perdas estimadas para cada área de serviços na Fixando (duas horas):

– Serviços para a casa: 1.200.000 €

– Serviços para eventos: 960.000 €

– Aulas: 62.000 €

– Bem-Estar: 97.000 €

– Serviços Variados: 140.000 €

– Animais: 24.000 €

– Serviços Domésticos: 50.000 €

– Assistência Técnica: 175.000 €

– Serviços Empresariais: 116.000 €

 

Para os cálculos realizados, foram tidos em conta os preços médios praticados, por área de serviço, em mais de 29 mil pedidos efectuados através da plataforma de contratação de serviços, assumindo a interrupção de duas horas de trabalho.

Quanto aos trabalhadores por conta de outrem, apenas 9% revelou ter sido informado pela entidade empregadora que o trabalho ficaria suspenso para que pudessem assistir ao jogo, com 31% a defender que deveria ser dada dispensa durante os jogos da seleção portuguesa no Mundial.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.