Já perdeu o hábito de escrever à mão? Neuro investigadores garantem que traz (muitas) vantagens face à escrita no teclado

Neuro investigadores e psicopedagogos consideram que escrever à mão traz inúmeras vantagens face à escrita no teclado. Diferentes estudos defendem que os movimentos sequenciais da mão utilizados na escrita manual activam grandes regiões do cérebro responsáveis pelo pensamento, linguagem, cura e memória.

 

Por isso mesmo, e tendo como mote o dia mundial da Escrita à Mão, que se assinala amanhã, dia 23 de Janeiro, a BIC, marca de esferográficas e artigos de papelaria, revela seis motivos para promover a escrita manual, tanto entre os mais novos como nos adultos.

 

1. Melhora o desenvolvimento cognitivo das crianças e a alfabetização
Escrever à mão revela-se essencial para o desenvolvimento cognitivo das crianças, uma vez que activa o cérebro mais do que o teclado e envolve habilidades motoras e cognitivas mais complexas. Especialistas acreditam que o acto de formar letras à mão, enquanto se aprendem os seus sons, activa circuitos de leitura no cérebro, promovendo a alfabetização. Da mesma forma, a escrita à mão é também uma habilidade fundamental para um bom desempenho nas matemáticas.

 

2. Ajuda a ter uma maior capacidade de compreensão na leitura
Dominar a escrita à mão activa a percepção visual das letras, o que contribui para ler com maior fluidez e alcançar uma melhor compreensão dos textos. Por outro lado, as crianças que apresentam dificuldades em dominar a escrita à mão tendem a produzir um trabalho escrito pouco satisfatório, sendo-lhes difícil detetar e corrigir os seus próprios erros. Adicionalmente, a escrita deficitária pode levar a que o conteúdo seja pouco inteligível, mesmo que tenha qualidade, prejudicando no momento da avaliação.

 

3. Melhora a memória e o processo de aprendizagem
De forma similar à meditação, a escrita à mão aumenta a actividade neuronal em determinadas secções do cérebro, estimulando-o, e mantendo a sua massa cinzenta em forma, o que ajuda na hora de aprender. Deste modo, diferentes estudos apontam que melhora a memória, de tal forma que quando novos conceitos são trabalhados através da escrita manual em vez do teclado, são mais facilmente retidos.

 

4. Facilita um melhor conhecimento da ortografia
Alguns estudos demonstram que as crianças que praticam a escrita manual não só desenvolvem melhor a leitura, como também a ortografia, pois existem cada vez mais dados que asseguram que um componente motor pode estar mais envolvido na aquisição ortográfica. Assim, os movimentos específicos memorizados ao aprender a escrever ajudam a formar representações ortográficas na memória.

Além disso, a investigação divulga que a aprendizagem da ortografia é mais eficiente quando é mediada pela escrita à mão do que por outras práticas (como a ortografia em voz alta).

 

5. Favorece uma maior facilidade e fluidez na redação de textos
Investigações revelam que a fluidez na escrita está fortemente relacionada com a qualidade e complexidade dos textos dos alunos. Em especial a escrita cursiva (ou itálica), pode activar regiões do cérebro vinculadas com a fluidez da linguagem.

 

6.Fomenta a criatividade e o relaxamento
A escrita à mão reduz as distrações aumentando o foco e fomentando a criatividade. Através da caligrafia histórica e artística, por exemplo, procura-se satisfazer o impulso de criar algo com as mãos sem intermédio de teclados ou ecrãs, nem a possibilidade de carregar no botão apagar, prática que se converte numa total desconexão digital. Assim, além dos benefícios no âmbito educativo e académico, o ato de praticar a caligrafia é para muitas pessoas uma actividade relaxante.

Ler Mais
pub


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*