Laboratórios Boiron: Tudo à distância de um clique

Marcar férias, registar faltas, apresentar despesas ou aceder aos recibos é agora mais simples. A plataforma de Employee Self-Service da Primavera BSS tornou os processos da empresa mais rápidos e sem papelada a circular.

 

A pandemia desencadeou a necessidade de transformação digital de inúmeros negócios, mas, no caso dos Laboratórios Boiron Portugal, apenas acelerou o processo. A sucursal da multinacional francesa líder mundial na produção e distribuição de produtos homeopáticos já se encontrava em fase de digitalização dos processos de gestão de recursos humanos e a crise pandémica apenas veio reiterar que esse era o caminho certo.

Com o confinamento obrigatório, muitas organizações tiveram de se reinventar de um dia para o outro, sob pena de verem a sua actividade parada. No caso da Boiron, o confinamento não trouxe limitações no acesso à informação. Com a plataforma de Employee Self-Service da Primavera já em pleno funcionamento, os colaboradores passaram a ser autónomos no acesso a informação, como declarações, recibos, actualização de cadastro, além de todo o tipo de informação contractual, disponível para toda a organização 24 horas.

O tempo gasto em burocracias relacionadas com a gestão de pessoas deixou de existir, resultando em mais produtividade de toda a equipa e maior rigor da informação. «Onde sentimos maior impacto foi no processamento das notas de despesa e no agendamento das férias. Agora é tudo automático e integrado no ERP. O ganho que temos em eficiência e eficácia compensa o investimento efectuado», afirma João Pedro Jorge, director financeiro e administrativo dos Laboratórios Boiron.

 

Digitalização trouxe eficiência
Numa actividade em que o sucesso do negócio depende muito do desempenho das equipas comerciais, deixou de ser exequível o tratamento manual dos processos de gestão de despesas, já que eram muitas horas gastas numa tarefa sem qualquer valor acrescentado.

Com a plataforma OMNIA, desenvolvida pela Primavera BSS, todo o processo de registo de despesas, reembolso e gestão de cartões de crédito, passou a ser automático, libertando os comerciais de tarefas morosas e sem qualquer valor. Através de uma simples fotografia ao recibo, o mesmo é carregado para a plataforma, enviado para aprovação e posteriormente integrado no ERP para processamento. Com tudo automatizado e validado por um fluxo de aprovações desenhado à medida da estrutura organizacional da Boiron, a produtividade estendeu-se também à área administrativa. «Todos os meses ganhamos, pelo menos, um dia de trabalho, que anteriormente era dedicado a processos manuais, sem valor para o negócio», admite o responsável da empresa.

Sendo parte integrante de uma estrutura multinacional, a digitalização das operações de RH na Boiron seguiu o modelo de funcionamento da própria organização, uma adaptação que se tornou mais simples devido à facilidade de modulação da plataforma OMNIA. Por se tratar de uma plataforma low-code, de desenvolvimento ágil, a adaptação do modelo à framework de cada organização é simples e rápida. No caso da Boiron, a digitalização abrangeu a gestão de despesas e outros processos de gestão de RH, mas esta plataforma permite também digitalizar outros processos, não só de gestão de pessoas, como de outras áreas de negócio.

 

Este artigo faz parte do Especial “Tecnologia na Gestão de Pessoas” na edição de Dezembro (n.º 132) da Human Resources nas bancas.

Caso prefira comprar online, tem disponível a versão em papel e a versão digital.

Ler Mais
pub


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*