Luís Antunes, PHC: Dar a melhor experiência aos candidatos

Luís Antunes, People Experience director da PHC Software, defende que «para se conseguir agarrar de forma eficiente os melhores talentos, existe a necessidade de dar a melhor experiência aos candidatos em todo o processo de recrutamento e selecção». Leia a sua análise aos resultados do XL Barómetro Human Resources.

 

Por Luís Antunes, People Experience director da PHC Software

 

«Nunca tanto como hoje se fala em transição digital, digitalização da economia e virtualização. Um estudo da Factorial mostra que o nível de digitalização do sector dos Recursos Humanos em Portugal está nos 84,2%. Ultrapassado por grande parte dos países europeus mais desenvolvidos, todos acima dos 90%. Os resultados deste barómetro mostram que há a consciência de que o software pode poupar horas, dias, semanas ou meses de trabalho, pois 61% das respostas vão no sentido de alguma poupança. Mais surpreendente é o facto de 26% referirem não usar qualquer software. A digitalização e automatização dos processos tornam-se ainda mais relevantes quando a disponibilidade de talento escasseia no mercado, com 55% das respostas a considerarem que nas suas empresas a atracção e retenção de talento é um desafio em 2022.

A maior dificuldade faz-se sentir em perfis técnicos e especializados, com 77% a considerarem que é neste grupo de profissionais que o recrutamento é mais difícil. Para se conseguir agarrar de forma eficiente os melhores talentos, existe a necessidade de dar a melhor experiência aos candidatos em todo o processo de recrutamento e selecção.

Sabemos que uma ausência de resposta após uma submissão de candidatura, ou até mesmo depois de uma entrevista, provoca uma má experiência ao candidato e, consequentemente, a imagem da empresa sai prejudicada. De acordo com este barómetro, apenas metade das empresas (49%) utiliza software especializado nos seus processos de recrutamento. Dar uma boa experiência ao candidato desde o momento de candidatura até à fase de proposta, sem perda de horas em trabalho manual, só é possível com software de ATS (Applicant Tracking System). Tipicamente, com um ATS, é possível o candidato submeter a sua candidatura através de um portal do candidato e saber a todo o momento o estado da sua candidatura, em que fase está e quais os próximos passos.

Jamais ficará sem resposta, pois tudo está optimizado para que este tenha a melhor experiência. Do lado do recrutador permite concentrar numa única plataforma todos os candidatos, saber os que estão ainda em selecção, e automatizar respostas a todos eles em cada fase do processo.»

 

Este testemunho foi publicado na edição de Março (nº.135) da Human Resources, no âmbito da XL edição do seu Barómetro. Está nas bancas. Caso prefira comprar online, tem disponível a versão em papel e a versão digital.

Ler Mais
pub


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*