Madeira registou 66.500 pensionistas activos e 10.600 desempregados no ano passado

O número de pensionistas da Segurança Social activos Madeira no final de 2021 era de 66.500, indicou a Direcção Regional de Estatística (DREM), referindo que, nesse ano, 10.600 pessoas beneficiaram de subsídio de desemprego na região autónoma.

A autoridade regional de estatística esclarece que os 66.500 pensionistas correspondem a 26,5% da população residente no arquipélago, sendo que 63,2% recebiam pensões de velhice, 27,5% de sobrevivência e 9,3% de invalidez.

«Face a 2020, o número de pensionistas diminuiu 0,5%, em resultado das descidas observadas no número de beneficiários com pensão de invalidez (-2,4%), pensão de velhice (-0,4%) e pensão de sobrevivência (-0,1%)», refere em comunicado.

Os valores processados destas prestações situavam-se nos 352,1 milhões de euros no final de 2021, verificando-se um aumento de 0,8% face a 2020.

«Daquele montante, 73,4% correspondeu às pensões de velhice (258,3 milhões de euros), 16,5% às pensões de sobrevivência (58,2 milhões de euros) e 10,1% à pensão de invalidez (35,6 milhões de euros)», indica a autoridade regional.

Em relação aos 10.600 beneficiários de subsídio de desemprego em 2021, menos 5,1% do que no ano precedente, a DREM inforou que 47,4% eram homens e 52,6% mulheres.

Quanto às idades, 23,6% correspondiam a pessoas entre os 50 e os 54 anos, seguindo-se os grupos dos 40 aos 49 anos (23,3%) e dos 25 aos 29 anos (22,2%). Cerca de 6,5% eram jovens (menos de 25 anos).

«Em 2021, a duração média de atribuição do subsídio de desemprego foi de 188 dias, valor inferior ao de 2020 (194 dias), tendo o valor médio deste tipo de prestação ascendido a 3.120 euros (+0,5% do que no ano precedente)», esclarece.

A Direcção Regional de Estatística indica, por outro lado, que cerca de 7500 pessoas beneficiaram de rendimento social de inserção em 2021 (+6,3% que em 2020), dos quais 47,8% eram do sexo masculino.

Por grupo etário, observa-se que 36,5% dos beneficiários tinham menos de 25 anos.

O valor processado nesta prestação social ascendeu a 9,1 milhões de euros, aumentando 8,2% face a 2020.

A DREM adianta ainda que os beneficiários de subsídios por doença aumentaram 3,7% entre 2020 e 2021, totalizando, neste último ano, cerca de 12.000, tendo sido processados 21,5 milhões de euros.

Em relação à Caixa Geral de Aposentações, o número de utentes totalizou os 13.340 (mais 196 pessoas do que em 2020), sendo que a maioria (70,9%) correspondia a beneficiários de pensões de velhice e de invalidez.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.