Michael Page subscreve Carta Portuguesa para a Diversidade

A Michael Page assinou a Carta Portuguesa para a Diversidade, uma iniciativa da Comissão Europeia, promovida pela APPDI – Associação Portuguesa para a Diversidade e Inclusão.

 

A empresa junta-se, assim, às cerca de 500 organizações dos mais diversos sectores de actividade signatárias desta Carta que já formalizaram o seu compromisso com a Diversidade, assumindo-a como um imperativo da sua actuação para defesa de uma sociedade mais plural e inclusiva.

A assinatura da Carta foi promovida pela Page Community, comissão de sustentabilidade da Michael Page, em parceria com a Michael Page Ability, divisão cujo foco é ajudar as empresas a tornarem-se cada vez mais diversas e inclusivas, não só através da definição de políticas e processos mais adaptados, mas também com a integração de pessoas com incapacidade.

Integrando agora a rede de entidades parceiras da APPDI, Álvaro Fernández, director-geral da Michael Page, refere, «a diversidade numa organização é potenciadora de inovação, atracção, retenção, promoção de talento e de competências diversas e representa uma mais-valia ao tornar a própria organização um espelho da sociedade onde se insere e actua.»

A Carta para a Diversidade é um instrumento voluntário criado com o objectivo de encorajar as entidades empregadoras a implementar e desenvolver políticas e práticas internas de promoção da Diversidade.

A Carta, gerida pela Associação Portuguesa para a Diversidade e Inclusão, é assinada de forma voluntária por entidades empregadoras de vários sectores (público, privado com e sem fins lucrativos), descrevendo medidas concretas que podem ser tomadas para promover a diversidade e a igualdade de oportunidades no trabalho independentemente da origem cultural, étnica e social, orientação sexual, género, idade, caraterísticas físicas, estilo pessoal e religião.

Ler Mais