Influencer: a nova profissão (e bem paga). Saiba como se tornar um

Estratégias, tácticas, melhores momentos para publicar, conquistar seguidores e criar engagement são os temas que Miguel Raposo aborda no seu novo livro “Profissão: influencer”. O que faz com que as pessoas tenham milhões de seguidores? E por que é que os influencers são cada vez mais procurados pelas marcas, tornando esta actividade muitíssimo bem remunerada? O autor explica.

 

Por Sandra M. Pinto

 

Miguel Raposo, consultor de Marketing de Influência, gestor de campanhas de sucesso, consultor de vários influenciadores no mercado português, apresenta neste livro os conceitos, as dicas e explica os riscos do mundo online. Com análises a casos de TOP Influencers como Cristiano Ronaldo, Camila Coelho, Cristina Ferreira ou Chiara Ferragni e testemunhos de influencers como Nuno Agonia, Tiagovski, Paulo Sousa, Angie Costa, o autor consegue uma visão 360 da nova profissão que encanta os mais jovens.

 

Em que consiste a função de consultor de Marketing de Influência?
Neste momento estou a frente de uma nova agência de Marketing de conteúdo a Monstera. Mas um gestor e consultor de influenciadores faz a gestão de carreira de um criador de conteúdo/influenciador, e trabalha na consultadoria diária para garantir o crescimento orgânico das redes sociais.

 

Como se gere uma carreira de um influenciador digital?
Não é uma tarefa fácil, mas é uma gestão que implica um acompanhamento diário, definição de estratégias e olhar constantemente para os números das redes sociais.  Um bom criador de conteúdo não pode perder o foco em conteúdos genuínos e autênticos, mas é preciso olhar sempre para as métricas e ver se tudo esta a correr bem.

 

O que é fundamental ter para se ser um bom influenciador?
Eu gosto mais usar a palavra criador de conteúdo! O factor humano é cada vez mais importante no marketing de influência. Não somos apenas consumidores, todos podemos ser criadores de conteúdos ( influenciadores ), e, o que é ainda mais espectacular, todos somos (potenciais) criadores de engagement. Para simplificar, um influenciador é alguém que tem a capacidade de influenciar um comportamento, seja uma compra, um serviço, etc.

 

O que é que dita que se é um bom influenciador? 
O Marketing de Influência ganha todos os dias mais relevância, quando a maior parte da publicidade tradicional começa a ser irrelevante. O numero de seguidores não é factor de sucesso, alias é uma das métricas que temos que ter mais cuidado quando trabalhamos com marcas. Com um investimento relativamente baixo, as marcas conseguem um retorno incrível. Obviamente que é necessária uma boa estratégia e fundamental garantir que o conteúdo é relevante e autêntico, tanto para a marca como para o influenciador. Para chegar ao seu target, os marketeers de influência contactam influenciadores, que fazem a ponte entre a marca e o consumidor.

 

Que caracteristicas são essenciais para se destacar no universo dos influenciadores digitais?
No mundo digital actual, o influencer é antes de mais um criador. Pela sua alta capacidade de criação de conteúdo relevante para o seu público, e pela maneira como interage com os seus seguidores. O bom influencer trabalha a criatividade juntamente com as marcas, as boas marcas escolhem os influencers certos para elas. O trabalho de equipa permite construir em conjunto conteúdos reais, genuínos e autênticos.

 

Com tantas redes sociais qual é a rede social preferida e porquê?
Neste momento a rede social com mais destaque é sem dúvida o Instagram, apesar do Youtube também estar a voltar a ter um peso muito importante. O instagram, principalmente através dos stories permite uma ligação muito próxima com os seguidores, é um conceito muito parecido com o inicio dos grandes youtubers. A audiência/seguidores gosta de sentir que faz parte do dia a dia do criador de conteúdo.

 

Acha que ser influenciador é hoje um objectivo para todos os jovens?
É efectivamente uma das profissões do momento. Tal como antes o fascínio era ser jogador de futebol, ou astronautas, hoje é ser influenciador! Recebo muitas chamadas de pais que pedem ajuda para tornar os filhos “youtubers”, porque é o sonho deles!

 

Mas o que faz com que algumas pessoas tenham milhões de seguidores?
Pode ser repetitivo, mas o segredo são os conteúdos reais, genuínos e autênticos. Tudo o resto com o tempo acaba por acontecer.

 

Na sua opinião podemos considerar influenciador como uma profissão?
Claro que sim. Criar conteúdos que ligam uma audiência as marcas. As pessoas estão fartas de ser inundadas com mensagens publicitárias mas também porque num contexto com demasiada informação e excesso de estímulos é cada vez mais difícil para as marcas terem visibilidade, distinguirem-se, e passarem uma mensagem credível.  Com um investimento relativamente baixo, as marcas conseguem um retorno incrível. Para chegar ao seu target, os marketeers de influência contactam influenciadores, que fazem a ponte entre a marca e o consumidor.

 

Tem havido muitas discussões relativamente aos limites éticos por parte dos influenciadores. Qual a sua opinião?
Tal como todas as profissões é preciso existir regulamentação. Já existem leis e recomendações que os influenciadores já seguem. O resto é como é todas as áreas, o bom senso resolve tudo.

 

 

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...