O campus de Carcavelos da Nova SBE vai acolher uma urban farm que usa desperdício energético dos edifícios para cultivar plantas

Em colaboração com a Nova School of Business & Economics (Nova SBE) e a sua comunidade, a Bios Urban Farm, desenvolvida pela startup Bios, será inaugurada em Setembro de 2021. O campus de Carcavelos passará a usar o desperdício energético dos seus edifícios para, através de tecnologia integrada, produzir vegetais.

 

A Bios é uma startup portuguesa que usa o desperdício energético dos edifícios para cultivar plantas através de tecnologias integradas, digitalizando a relação entre comida e energia, reduzindo as emissões de CO2 e co-criando um empreendimento comunitário para a criação de impacto social.

Em colaboração com a Nova School of Business & Economics (Nova SBE) e a sua comunidade, a Bios Urban Farm será assim uma realidade em Setembro de 2021. A Bios está actualmente a trabalhar com membros da comunidade Nova SBE para identificar a oferta e abastecimento de saladas e outros vegetais de folha verde no campus da escola.

Além dos alimentos que vai disponibilizar aos lojistas e negócios do campus da Nova SBE, esta urban farm será a base de um novo projecto de empreendedorismo social comunitário alimentar que será desenvolvido até Setembro de 2021. A Bios está actualmente a trabalhar de perto com alunos, staff e outros membros da comunidade para criar e montar esta empresa social alimentar, que oferecerá experiências de aprendizagem e desenvolvimento pessoal tanto no mundo digital como no físico.

Em Junho, a Bios vai lançar uma campanha de crowdfunding com vista à operacionalização da urban farm e da empresa social alimentar. Assim que tudo estiver a postos, alunos, staff e restantes membros da comunidade serão envolvidos na edificação deste projecto social alimentar. A Bios vai disponibilizar formação, procedimentos operacionais e consumíveis para fornecimento de alimentos frescos e saudáveis.

Luís Veiga Martins, associate dean for Community Engagement & Sustainable Impact e chief Sustainability officer da Nova SBE, sublinha a importância de a escola ser pioneira em edifícios de tecnologia limpa envolvendo a sua comunidade neste projecto orientado para o impacto na Nova SBE, afirmando que «é, sem dúvida, um projecto inovador com o objectivo de promover o envolvimento da comunidade assente nos princípios da economia circular, tendo, assim, um contributo decisivo para o nosso roteiro de acção climática. Acresce a isso o contributo deste projecto para os ODS, parte integrante da nossa estratégia, uma vez que a jornada dos ODS da Nova SBE sai reforçada e concretizada através de iniciativas e projectos como o da BIOS, posicionando-nos como um laboratório vivo e um centro para adquirir, partilhar e desenvolver conhecimento.»

Os planos de engenharia do projecto foram finalizados e a construção vai arrancar num dos edifícios do campus de Carcavelos, nomeadamente o Cascais Academic Hall.

Já o envolvimento da comunidade da escola está a ser materializado através do programa Makers in the Making. O estado do projecto, bem como novas iniciativas, eventos e como cada pessoa pode ter um papel a desempenhar pode ser consultado na plataforma Role to Play da Nova SBE. Esta reforça a acção da escola relativamente aos ODS e, nesta, a sociedade civil poderá encontrar investigação científica e não científica, abordagens e projectos impactantes para criar ou mapear as soluções capazes de transformar o mundo.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...