O poder negocial dos candidatos e a importância da liderança

Num comentário aos resultados da XXVIII edição do Barómetro Human Resources, Maria Roman, directora-geral de Recursos Humanos do Lidl Portugal defendeu que «a melhor marca empregadora é hoje aquela que é construída pelos próprios colaboradores. As chefias assumem aqui um papel fundamental no processo de desenvolvimento e retenção das equipas».

 

«Hoje, a tomada de decisão de se juntar a uma empresa está baseada em referências e percepções dos próprios candidatos e colaboradores. Estes estão cada vez mais atentos, detentores de um poder negocial elevado, cabendo às empresas o trabalho de atrair e reter as suas pessoas. Em resultado da redução da taxa de desemprego, as empresas encontram uma realidade de mudança, onde o nome de uma empresa, mesmo reconhecido, deixa de ser suficiente, implicando o investimento num Employer Value Proposition (EVP) diferenciado – é preciso que a empresa dê provas do seu investimento no colaborador e que se mostre presente, além do valor salarial oferecido. É o que procuramos fazer no Lidl, prezando garantir as melhores condições de trabalho aos colaboradores: formação e desenvolvimento de carreiras – a nível nacional e internacional, com possibilidade de mobilidade entre lojas, entrepostos e escritórios – e benefícios como seguro de saúde, extensível ao agregado familiar, condições de worklife balance, espaços físicos confortáveis ou uma forte cultura empresarial. A melhor marca empregadora é hoje aquela que é construída pelos próprios colaboradores. As chefias assumem aqui um papel fundamental no processo de desenvolvimento e retenção das equipas. Estão a tornar-se cada vez mais conscientes do caminho de desenvolvimento e mudança que devem iniciar e da importância de determinados comportamentos, de forma a garantir a satisfação das equipas e a sua relação com os valores da empresa. Este panorama permite às empresas uma auto-avaliação e conduz ao amadurecimento das premissas que constroem a reputação de uma empresa. Encontramo-nos num caminho de constante evolução.»

 

Este testemunho foi publicado na edição de Dezembro da Human Resources, no âmbito do XXVIII edição do seu Barómetro.

Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Demora uma hora a chegar à IKEA? Esse tempo pode valer uma mesa grátis
Automonitor
Presidente promulga diploma sobre alteração de matrículas automóveis