Oito estratégias para manter a sua saúde mental e o bem-estar no trabalho

A pandemia levou à adopção de novos padrões de trabalho, associados a preocupações financeiras e de saúde. Tudo isto trouxe um impacto negativo à saúde mental e ao bem-estar dos colaboradores.

 

Os líderes que gerem equipas neste realidade desafiadora e incerta, devem proteger a sua saúde mental e a dos seus colaboradores, o que se revela fundamental para a continuidade do negócio. 

A consultora de recrutamento e selecção especializada para postos intermédios e directivos a nível global, Robert Walters,  criou um guia digital para apoiar a saúde mental dos profissionais nas empresas, onde se destacam oito dicas práticas:

 

  • Crie um espaço específico para trabalhar em casa

Sente falta da estrutura que o escritório fornece? Criar um espaço de trabalho organizado, seja num quarto específico ou na mesa da sala de jantar, ajudará a manter uma mentalidade produtiva e motivada.

 

  • Siga uma rotina estruturada

Para ajudar a manter uma sensação de “normalidade” durante este período, tente manter a sua rotina habitual de trabalho o máximo possível. Desde a hora de acordar, vestir-se para o trabalho, tomar um café ou fazer exercício, é importante manter os seus rituais de trabalho diariamente de forma a estruturar o seu dia de forma mais eficaz e a não prejudicar a sua saúde mental.

O trabalho remoto deve permitir maior flexibilidade de horários, podendo, porém, potenciar esgotamentos se não dermos tempo ao cérebro para descansar à medida que os dias passam. Pode ser tentador trabalhar mais em casa para melhorar a progressão e mostrar ao seu chefe que está a ser produtivo, no entanto, tal pode ser prejudicial à sua saúde e bem-estar ao fim de algum tempo. Assim, siga um horário de trabalho com limites saudáveis e razoáveis. Em média, as pessoas estão a trabalhar mais 28 horas por mês em teletrabalho, segundo uma pesquisa da Mental Health Foundation em parceria com o LinkedIn, pelo que o risco de burn out generalizado aumentou significativamente com o teletrabalho.

Gerir o seu bem-estar mental é tão importante durante e após o horário de trabalho. Portanto, depois de desligar, desconecte-se totalmente, sem receber notificações de e-mails, e use esse tempo para conversar com amigos e familiares, realizar alguma atividade física ou qualquer outra coisa relaxante de que goste.

 

  • Mantenha uma comunicação aberta

Para algumas pessoas que prosperam com a interação social do escritório, trabalhar em casa pode ter desvantagens inesperadas. É fácil sentir-se sozinho ou isolado quando fica privado das conversas cara a cara com a sua equipa e colegas, mas existem ferramentas de comunicação que pode aproveitar para manter essas conexões, desde chats de grupo, videoconferências e redes sociais para equipas virtuais. Embora a maioria das conversas seja sobre trabalho, use esse tempo para conversar com os seus colegas que provavelmente estão a passar pelas mesmas dificuldades e preocupações durante este período.

 

  • Limite o acesso a notícias

Ser exposto a grandes volumes de informação negativa pode aumentar os sentimentos de ansiedade. Não passe tanto tempo com a televisão ligada ou a ver jornais com notícias sobre o COVID-19. O fluxo quase constante de notícias sobre a pandemia causa preocupações e ansiedade em níveis elevados, pelo que deve limitar os canais a que assiste ou os jornais que lê, assim como o tempo que perde a fazê-lo. Acima de todo, concentre-se em obter os factos de fontes seguras, como a OMS e as plataformas das autoridades locais; não partilhando rumores e desinformação que podem gerar o pânico.

 

  • Mantenha a sua saúde física

A saúde mental e física estão intimamente ligadas, por isso é importante dar a mesma atenção a ambas. Pode ser fácil ficar debruçado sobre o seu portátil todo o dia, mas levante-se em intervalos regulares e movimente-se, seja para dar uma volta pela casa, alongar, beber água, o que for melhor no seu caso para aliviar o stress e libertar endorfinas. Há muitos canais online e aplicações que oferecem sessões rápidas de alongamentos que pode fazer ao longo do dia. Não podendo ir ao ginásio, experimente sessões de fitness online que pode fazer em casa antes ou depois do trabalho – várias cadeias de ginásios e outros centros de bem estar estão a disponibilizar aulas gratuitas nos seus canais do Youtube, por exemplo, por isso não deixe de ver o que existe e que melhor se adequa ao seu estilo e bem estar.

Para além da importância de se movimentar e realizar exercício durante o dia para a sua saúde física e mental em teletrabalho, o sono desempenha também um papel primordial. A privação de sono pode causar mau humor, exaustão, falta de produtividade, mas também pode ter sérias consequências para a saúde a longo prazo, incluindo doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e depressão. Assim, enquanto estiver em teletrabalho, assegure que dorme o suficiente e que a hora de ir para a cama é um elemento importante da sua rotina diária.

 

  • Faça intervalos frequentes durante o dia

Como em qualquer ambiente de trabalho, fazer pausas é extremamente importante para relaxar o cérebro e o corpo. Faça uma caminhada de 15 minutos a meio da manhã, prepare um snack ou converse com um amigo ao telefone – independentemente da sua preferência, não deixe de ir fazendo pausas dos diferentes ecrãs com que trabalha, das reuniões e dos emails. Está provado que os intervalos melhoram significativamente os níveis de produtividade e a capacidade de foco de uma pessoa, para além de serem benéficos para a sanidade mental, pelo que fazer pausas frequentes nem que seja para se espreguiçar, levantar ou tomar um café é um hábito essencial. Principalmente na hora de almoço deve fazer um intervalo maior (pelo menos 1 hora) para descansar e ficar pronto para o trabalho durante a tarde.

 

  • Aproveite as ferramentas de apoio existentes

Muitas empresas oferecem programas de apoio a funcionários e uma gama de benefícios mais amplos para apoiar o bem-estar físico e mental, principalmente desde o início da pandemia. As necessidades de saúde mental das pessoas podem diferir bastante; portanto, é preciso estar ciente do que é oferecido e aproveitar as ferramentas de suporte quando precisar.

Pode também ser proactivo e procurar outras ferramentas de bem estar. Para além de aulas virtuais de atividade física, experimente sessões de mindfulness, relaxamento ou meditação através de aplicações como o Headspace ou Calm. Este tipo de práticas ajudam a potenciar a saúde mental.

 

  • Não tenha medo de pedir ajuda

 Se estiver a sentir ansiedade, mau humor ou qualquer outra coisa fora do comum para si, é importante procurar ajuda antes de a situação se agravar, seja com um colega de confiança, amigo, membro da família ou organização de apoio.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...