Pandemia alertou para necessidade de gerir turismo em excesso

A pandemia COVID-19 mostrou que «o problema do turismo em excesso precisa de ser gerido», disse o ministro da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, durante uma conferência em Évora.

Numa mensagem gravada, o governante referiu que antes da COVID-19 havia muitas queixas acerca «do excesso de turismo e do impacto que tinha no centro das cidades, em zonas naturais protegidas».

«Pensávamos se não devíamos restringir a circulação de viajantes pelo mundo, dado o impacto que tem no nosso planeta. Agora que o turismo desapareceu, percebemos que de facto gostamos de viajar» e que «o impacto do turismo em termos económicos e de criação de empregos é uma oportunidade para o bem», salientou.

«Percebemos que este problema do excesso de turismo precisa de ser gerido», disse Siza Vieira, acrescentando que «a melhor gestão de recursos, usando tecnologia digital e uma maior diversificação de destinos e gestão de fluxos turísticos pode ser facilitada pelo uso de nova tecnologia».

«Podemos claramente equilibrar a vontade de viajar e a necessidade de ter um melhor impacto económico com uma melhor gestão de recursos e a salvaguarda do nosso planeta», adiantou o ministro.

«Vamos investir em novas tecnologias e em apoiar cidades e companhias na melhor gestão de recursos e mitigar o impacto da actividade do turismo», referiu Siza Vieira.

O ministro acredita que «o mundo tem muita vontade de viajar e que o turismo irá voltar em força», mas alertou que não se pode «voltar só à normalidade», é preciso «construir um futuro melhor e mais resiliente».

Ler Mais
pub


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*