Pandemia obriga Cirque du Soleil a dispensar 3500 trabalhadores (mas espera recuperar a maioria)

A companhia de circo Cirque du Soleil pediu insolvência devido à «imensa disrupção e cancelamentos forçados como resultado da pandemia de COVID-19» e foram dispensados 3500 postos de trabalho.

 

O pedido de insolvência da empresa será ouvido esta terça-feira pelo Supremo Tribunal do Quebeque, no Canadá. O objectivo é tentar reestruturar a dívida da empresa, de quase mil milhões de dólares, com o apoio do Governo canadiano e alguns fundos de capital privado, para voltar a contratar a «maioria» dos trabalhadores que foram dispensados, avança a estação televisiva americana “CNN”, que cita várias fontes.

Segundo a “CNN”, o acordo determina que os accionistas vão assumir as obrigações da companhia de circo e investir 300 milhões de dólares, o equivalente a 266 milhões de euros. Os fundos de capital privado terão injectado cerca de 420 milhões de dólares, isto é, 373 milhões de euros, adianta ainda o canal.

pub


Comentários
A carregar...