Quer encontrar emprego no Linkedin? Estas dicas vão ajudá-lo a ter o sucesso desejado

O linkedin é uma rede social focada nos negócios, mais concretamente no mercado de trabalho. Permite o networking entre os profissionais, a partilha e discussão de ideias, divulgação de projectos e, também, de oportunidades de trabalho. 

Numa época em que as redes sociais se estão a tornar uma parte essencial das nossas vidas, por que não utilizá-las de forma inteligente e produtiva? No caso do LinkedIn, tem a grande possibilidade de usar o seu perfil para divulgar o seu Curriculum Vitae (CV), dar-se a conhecer enquanto profissional e ainda estabelecer contacto com possíveis parceiros ou empregadores.

Se já tem Linkedin ou está a considerar juntar-se a esta rede de profissionais, o site Ekonomista partilha alguns conselhos que o vão ajudar a encontrar o emprego que deseja.

 

1. Manter o perfil sempre actualizado

Ter um perfil com informação desactualizada vai passar uma má imagem de si enquanto profissional. Se um recrutador aceder ao seu perfil, vai querer ter acesso às últimas “novidades” da sua vida profissional, saber o que anda a fazer em termos profissionais, que competências tem vindo a desenvolver, a adquirir.

2. Ser original

Seja original no conteúdo do seu perfil e evite usar no linkedIn a mesma informação que tem no CV. O objectivo principal nesta rede é dar uma visão mais ampla do seu perfil profissional.

 

3. Ter uma foto profissional

A foto é uma das partes mais importantes do nosso perfil, visto que é uma das primeiras coisas que o empregador vê quando recruta. Deve garantir que mostra o seu lado mais profissional.

 

4. Ter atenção ao título profissional

Isto, juntamente com a foto é o seu «cartão de apresentação». Aqui deve colocar informação relevante sobre si – nomeadamente o seu emprego ou cargo actual e as principais responsabilidades. Mas deve – em poucas palavras – ser capaz de colocar aqui algo que desperte a curiosidade dos empregadores (informação “clicável”) e destacar a sua experiência.

 

5. Usar boas keywords

Para garantir que o seu perfil é visto pelas empresas e empregadores que pretende, é fundamental usar boas keywords, relacionadas com a sua área de trabalho. Serão estas palavras que vão fazer com que apareça nos resultados de pesquisa. Ou dito de outra forma, usar as keywords certas vai fazer a diferença entre aparecer nos resultados ou ficar invisível.

 

6. Fazer uma boa descrição no resumo

No resumo pode alongar-se mais um pouco. Aqui pode “dar asas” à sua criatividade para falar sobre si e sobre o que o distingue dos restantes e sobre os seus objectivos. Mas atenção, nada de textos extremamente longos. A ideia é que capte a atenção do recrutador para que ele continue interessado em visitar o resto do seu perfil.

 

7. Personalizar o URL do perfil

Isto vai simplificar a forma de pesquisa pelo seu perfil. É muito simples procurar um URL se for algo como https://pt.linkedin.com/in/XXXXX do que https://www.linkedin.com/in/HJAGHAGGHAHJ?pt_BR&srchid=558826361456217961151…, por exemplo – os links são meramente exemplificativos.

Além disso, um URL personalizado faz com que o seu perfil se torne visível mais facilmente quando procurarem o seu nome.

8. Ter recomendações

Sempre que for possível, acrescente recomendações de antigos empregadores. Pode ser um boa ajuda para o legitimar enquanto profissional de determinada área.

9. Partilhar contactos próprios

Tenha sempre isto em mente, quanto mais informação incluir no seu perfil LinkedIn, mais possibilidades vai ter de encontrar emprego. Faça upload de apresentações, fotos, vídeos ou outros trabalhos que tenha feito, por exemplo, e partilhe sites que mostrem o seu trabalho.

 

10. Partilhar artigos no linkedin
Escrever artigos (desde que profissionais e relevantes) e partilhá-los na rede é uma forma de ganhar mais visibilidade e chamar a atenção de novos e potenciais seguidores, que podem muito bem ser possíveis empregadores.

 

11. Ser activo

Utilize o LinkedIn para interagir com outras pessoas. Pode seguir empresas, juntar-se a grupos e partilhar informação interessante.

 

12. Colocar o perfil público

Deixe que os outros utilizadores visualizem as suas informações. Tenha sempre em mente que esta é uma rede profissional, portanto aqui vai partilhar apenas e só informações sobre o seu percurso profissional, as suas competências.

 

13. Ter o perfil em diferentes línguas

Vivemos num mundo cada vez mais global, em que o trabalho remoto ganha terreno. Por isso não descure dar nas vistas junto de empregadores internacionais.

 

14. Investir na formação oferecida pelo próprio linkedin

Em parceria com a Microsoft, o linkedin oferece actualmente cerca de uma centena de cursos gratuitas para transmitir competências para quem precisa de se preparar para o mercado de trabalho pós-pandemia.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...