Quer mudar de emprego nesta época do ano? Siga estes conselhos

A procura de trabalho durante as férias não é uma causa perdida. Partilhamos alguns conselhos para dar o seu melhor.

 

Susan P. Joyce, editora no MIT Sloan School of Management, no Job-Hunt.org e WorkCoachCafe.com, e Dick Bolles, autor do livro “De que cor é o seu pára-quedas?” deixam-nos alguns conselhos de como mudar de emprego durante as férias.

1. As organizações ainda estão a contratar
Muitos candidatos a um emprego sentem que a procura nesta altura é uma causa perdida, uma vez que os responsáveis de Recrutamento podem estar de férias e todos os processos podem ser mais lentos. Dick afirma que agora, assim como em qualquer outra época do ano, as organizações podem ter interesse em contratar. E Susan chega mesmo a defender que esta é uma boa altura para preencher melhores funções.

  • Como fazer? Prepare-se para esta busca e pesquise as competências técnicas e emocionais que as organizações procuraram nos candidatos.

2.Tire proveito desta altura para se reconectar com antigos colegas e fazer novos contactos
Susan lembra-nos que as férias são uma óptima desculpa para fazer networking e voltar a ter contacto com antigos colegas que não falam há algum tempo. Nunca é má ideia aparecer em eventos que permitam aumentar o seu networking. Dick acredita que é uma boa altura para se aproximar de potenciais empregadores. Mesmo que a organização não tenha publicado uma vaga de emprego, não significa que não esteja a contratar.

  • Como fazer? Pergunte a si mesmo a que eventos irão as equipas de Recrutamento. Vá a conferências e formações da área.

3. Pesquise as organizações em que gostaria de trabalhar
Tire um tempo para um inventário das empresas em que gostaria de trabalhar e do que gostaria de fazer. Ter tempo para descobrir o que gosta de fazer é muito importante.

  • Como fazer? Descubra o que gosta de fazer e as organizações que podem ser uma boa opção.

4. Arranje tempo para ser voluntário
É uma boa ideia estabelecer visibilidade profissional. Dick assegura que é importante fazer voluntariado nos tempos livres para aprimorar habilidades e isso pode inclusivamente ser incluído no currículo.

  • Como fazer? Saiba como escolher a oportunidade de voluntariado que o vai permitir entrar de novo no mercado de trabalho

5. Saiba o que a internet sabe sobre si
Susan chama a atenção para o papel fundamental que as redes sociais têm na forma como os empregadores encontram informações sobre si. E aponta o LinkedIn como o mais importante, seguido pelo Google+.

  • Como fazer? Saiba como usar o LinkedIn e o motor de busca de trabalho associado. Actualize o seu LinkedIn.

6. Envie uma nota de agradecimento
Depois da entrevista, se sentir realmente uma ligação com a organização que o entrevistou, Susan defende a ideia de enviar uma nota de agradecimento. Dick diz mesmo que as pessoas que enviam a nota de agradecimento acabam por ser contratadas.

  • Como fazer? Na nota de agradecimento enfatize o foco no empregador, em vez de na organização.

Fonte: Executive Digest. Mais notícias em executivedigest.sapo.pt

Ler Mais
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*

MULTIPUBLICAÇÕES

[vc_multibar_post nc_mp_bar_revive=”JTBBJTNDc2NyaXB0JTIwdHlwZSUzRCUyN3RleHQlMkZqYXZhc2NyaXB0JTI3JTNFJTNDJTIxLS0lMkYlMkYlM0MlMjElNUJDREFUQSU1QiUwQSUyMCUyMCUyMHZhciUyMG0zX3UlMjAlM0QlMjAlMjhsb2NhdGlvbi5wcm90b2NvbCUzRCUzRCUyN2h0dHBzJTNBJTI3JTNGJTI3aHR0cHMlM0ElMkYlMkZtdWx0aXB1YmxpY2Fjb2VzLWFkcy5jb20lMkZ3d3clMkZkZWxpdmVyeSUyRmFqcy5waHAlMjclM0ElMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZhanMucGhwJTI3JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwdmFyJTIwbTNfciUyMCUzRCUyME1hdGguZmxvb3IlMjhNYXRoLnJhbmRvbSUyOCUyOSUyQTk5OTk5OTk5OTk5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjglMjFkb2N1bWVudC5NQVhfdXNlZCUyOSUyMGRvY3VtZW50Lk1BWF91c2VkJTIwJTNEJTIwJTI3JTJDJTI3JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlM0NzY3IlMjIlMkIlMjJpcHQlMjB0eXBlJTNEJTI3dGV4dCUyRmphdmFzY3JpcHQlMjclMjBzcmMlM0QlMjclMjIlMkJtM191JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlM0Z6b25laWQlM0QxMDIlMjIlMjklM0IlMEElMjAlMjAlMjBkb2N1bWVudC53cml0ZSUyMCUyOCUyNyUyNmFtcCUzQmNiJTNEJTI3JTIwJTJCJTIwbTNfciUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGlmJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuTUFYX3VzZWQlMjAlMjElM0QlMjAlMjclMkMlMjclMjklMjBkb2N1bWVudC53cml0ZSUyMCUyOCUyMiUyNmFtcCUzQmV4Y2x1ZGUlM0QlMjIlMjAlMkIlMjBkb2N1bWVudC5NQVhfdXNlZCUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuY2hhcnNldCUyMCUzRiUyMCUyNyUyNmFtcCUzQmNoYXJzZXQlM0QlMjclMkJkb2N1bWVudC5jaGFyc2V0JTIwJTNBJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuY2hhcmFjdGVyU2V0JTIwJTNGJTIwJTI3JTI2YW1wJTNCY2hhcnNldCUzRCUyNyUyQmRvY3VtZW50LmNoYXJhY3RlclNldCUyMCUzQSUyMCUyNyUyNyUyOSUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4JTIyJTI2YW1wJTNCbG9jJTNEJTIyJTIwJTJCJTIwZXNjYXBlJTI4d2luZG93LmxvY2F0aW9uJTI5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjhkb2N1bWVudC5yZWZlcnJlciUyOSUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4JTIyJTI2YW1wJTNCcmVmZXJlciUzRCUyMiUyMCUyQiUyMGVzY2FwZSUyOGRvY3VtZW50LnJlZmVycmVyJTI5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjhkb2N1bWVudC5jb250ZXh0JTI5JTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjZjb250ZXh0JTNEJTIyJTIwJTJCJTIwZXNjYXBlJTI4ZG9jdW1lbnQuY29udGV4dCUyOSUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGlmJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQubW1tX2ZvJTI5JTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjZhbXAlM0JtbW1fZm8lM0QxJTIyJTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjclM0UlM0MlNUMlMkZzY3IlMjIlMkIlMjJpcHQlM0UlMjIlMjklM0IlMEElMkYlMkYlNUQlNUQlM0UtLSUzRSUzQyUyRnNjcmlwdCUzRSUzQ25vc2NyaXB0JTNFJTNDYSUyMGhyZWYlM0QlMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZjay5waHAlM0ZuJTNEYTgzYzMyNTUlMjZhbXAlM0JjYiUzRElOU0VSVF9SQU5ET01fTlVNQkVSX0hFUkUlMjclMjB0YXJnZXQlM0QlMjdfYmxhbmslMjclM0UlM0NpbWclMjBzcmMlM0QlMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZhdncucGhwJTNGem9uZWlkJTNEMTAyJTI2YW1wJTNCY2IlM0RJTlNFUlRfUkFORE9NX05VTUJFUl9IRVJFJTI2YW1wJTNCbiUzRGE4M2MzMjU1JTI3JTIwYm9yZGVyJTNEJTI3MCUyNyUyMGFsdCUzRCUyNyUyNyUyMCUyRiUzRSUzQyUyRmElM0UlM0MlMkZub3NjcmlwdCUzRSUwQQ==”]