Rodi deu prémios no valor mínimo de 500 euros a todos os colaboradores

Apesar das incertezas que a pandemia COVID-19 provocou na economia mundial, a administração da RODI decidiu atribuir um prémio no valor mínimo de 500 euros, a todos os seus colaboradores, pelo bom desempenho da empresa durante o ano de 2019.

 

O prémio será pago já no final do mês de Maio. Em comunicado, explica-se a decisão: «Temos por hábito premiar o esforço dos nossos colaboradores e este ano não será excepção, apesar de todas as contingências e alterações provocadas pela pandemia. 2019 foi um ano positivo para a RODI e isso é fruto do trabalho da nossa equipa, pelo que entendemos que é justo atribuir este prémio a todos os nossos colaboradores.»

Para ajudar na luta contra a COVID-19, e não obstante ter tido que encerrar todos os serviços entre os dias 13 de Abril e 3 de Maio, a Rodi doou 40 mil pares de luvas, 50 fatos de protecção individual e 100 óculos aos Bombeiros Novos de Aveiro e ao Lar da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro. E ainda 10 mil máscaras ao Hospital de Aveiro e a outras instituições da região, bastante fustigada pela COVID-19.

A Rodi é uma empresa portuguesa que começou por fabricar rodas e aros de bicicleta e, na década de 80, diversificou o negócio, surgindo a unidade de lava-louças em aço inox.

pub


Comentários
A carregar...