Salário médio em Portugal é menos de metade da média europeia

O salário médio português é de cerca de 997 euros brutos por mês, um valor que é 110% inferior ao salário bruto médio dos países da União Europeia, segundo um estudo da Adecco Sobre salários no contexto europeu.

 

Isto quer dizer que um trabalhador português recebe menos 1094 euros por mês, quando comparado com a média europeia, que é de 2091 euros brutos mensais.

Entre os 28 países da União Europeia, existem 10 países com salários médios mais baixos do que Portugal, enquanto que os 17 restantes têm salários mais altos (ver lista abaixo).

Portugal, embora tenha uma situação mais vantajosa em comparação com a maioria dos países da Europa Oriental, apresenta uma grande desvantagem face aos países mais avançados da União Europeia. A diferença entre Portugal e Alemanha, por exemplo, é de 1.797 euros por mês, o que significa que um português tem que trabalhar, em média, quase três anos para ter rendimentos semelhantes ao de um funcionário alemão em apenas um ano.

Já aqui ao lado, em Espanha, um trabalhador médio aufere 1658 euros, mais 661 euros por mês que um português e quase oito mil euros a mais em um ano.

Salários médios na Europa:

– Bulgária (428 euros),

 – Roménia (595 euros),

 – Lituânia (632 euros),

 – Hungria (684 euros),

 – Letónia (693 euros),

 – Polônia (756 euros),

 – Croácia (831),

 – Eslováquia (863),

 – Estónia (874 euros),

 – República Checa (901 euros),

 – Portugal (997 euros)

 – Grécia (999 euros).

 – Eslovénia (1.231 euros),

 – Malta (1.285),

 – Chipre (1.290),

 – Espanha (1.658),

 – Itália (1.940),

 – Finlândia (2.395 euros),

 – França (2.415 euros),

 – Reino Unido ( 2.441 euros),

 – Suécia (2.452 euros),

 – Bélgica (2.547 euros),

 – Áustria (2.624 euros),

 – Irlanda (2.673 euros),

 – Holanda (2.695 euros),

 – Alemanha (2.794 euros),

 – Luxemburgo (3.133 euros),

 – Dinamarca (3.150 euros)

Ler Mais
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
YouTube faz 15 anos: o que mudou e o que ainda vai mudar
Automonitor
Presidente promulga diploma sobre alteração de matrículas automóveis