Semana Internacional do Voluntariado Repsol reforça objectivos ambientais

Decorreu, entre os dias 19 e 25 de Outubro, a Semana Internacional do Voluntariado da Repsol. A iniciativa impulsionada pela Fundación Repsol e que conta já com três edições, tem como desígnio promover diferentes actividades de voluntariado nos países e regiões em que a Repsol tem presença, com o objectivo de praticar o propósito da marca e facilitar a iniciação em voluntariado aos seus colaboradores.

 

Este ano, os mais de 1900 voluntários, a nível mundial, pertencentes a 25 países distintos em que a multinergética ibérica está presente, prosseguiram mais de 100 actividades enquadradas com a transição energética e a acção climática. Em Portugal, tal como no resto do mundo, as mais de 140 participações, por forma a cumprir as normas de higiene e segurança, foram distribuídas por várias ações realizadas em formato digital e no terreno.

Os participantes, com o compromisso de divulgar e sensibilizar a sociedade para o Objectivo de Desenvolvimento Sustentável Acção Climática, receberam formação online ministrada por especialistas da Fundación Pau Costa. Concomitantemente, e potenciando a tecnologia, aprenderam, virtualmente, a realizar uma plantação, nas suas habitações, com um “kit sustentável” facultado pela organização.

A semana terminou, no passado sábado, com uma acção de valorização e recuperação de áreas ecologicamente degradadas, na serra de Sintra, em colaboração com a associação Plantar uma árvore, através da restituição da floresta nativa, com acções concretas de intervenção, enquadradas no contexto e necessidades das áreas, tais como a plantação, a identificação de regeneração espontânea, a manutenção das árvores plantadas e a protecção contra incêndios.

Consciente do momento actual, a terceira edição da Semana Internacional do Voluntariado contou, ainda, com iniciativas que apoiaram as pessoas mais afectadas pela crise social e económica espoletada pela pandemia COVID-19.

«Num ano atípico como o de 2020, este tipo de iniciativas assumem uma preponderância ainda maior», acredita Manuela Pinto, directora de Recursos Humanos da Repsol Portuguesa, acrescentado: «Apesar dos constrangimentos inerentes à situação atual, não esquecemos as nossas responsabilidades sociais e corporativas e ajustamo-nos às circunstâncias, com ações em formato online e no terreno, respeitando as normas de segurança e higiene. As nossas pessoas, com o espírito de missão que lhes é caraterístico, demonstraram, mais uma vez, que estão alinhadas com o nosso propósito organizacional e aceitaram um dos desafios mais ambiciosos e necessários da nossa geração: criar um futuro mais sustentável, promovendo a transição energética e a ação climática.»

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...