Todas as escolas fechadas e com actividade suspensa (não há aulas online)

O Governo vai encerrar todos os estabelecimentos de ensino, a partir de amanhã e nos próximos 15 dias. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, António Costa, depois da reunião com o Conselho de Ministros.

 

«Apesar de todo o esforço extraordinário que as escolas fizeram para que pudessem funcionar normalmente em actividade presencial, face à nova estirpe da COVID-19 e à velocidade de transmissão que comporta manda o principio da precaução que procedamos à interrupção de todas actividades lectivas, durante os próximos 15 dias», anunciou o primeiro-ministro.

António Costa garantiu ainda que a interrupção «será devidamente compensada no calendário escolar, da forma que o senhor ministro da educação ajustar com o conselho de escolas, de forma compensar estes dias que se irão perder de ensino presencial, com alargamento do período presencial em outro período dedicado a férias».

Neste quadro e tal como como aconteceu no anterior período de confinamento em Março, «são adoptadas um conjunto de medidas para apoiar as famílias com crianças a idade igual ou inferior a 12 anos. Terão as faltas justificadas ao trabalho, se não estiverem em teletrabalho, haverá um apoio idêntico ao que foi dado na primeira fase do confinamento», explicou António Costa.

Todo o quadro de medidas “suplementares” de combate à COVID-19 hoje anunciadas será reavaliado pelo Governo dentro de 15 dias. «Todas as medidas têm um prazo de vigência de 15 dias, embora, na próxima semana, haja uma reavaliação do Estado de Emergência, que termina [dia 30]», esclareceu. «Estas medidas serão reavaliadas dentro de 15 dias e diariamente iremos acompanhar a evolução da chamada estirpe britânica em termos de prevalência na sociedade.»

 

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...