Trabalho remoto ‘chegou para ficar’, diz CEO de maior banco da Suíça

O presidente do UBS, Ralph Hamers, disse que os funcionários do sector de investimento poderão trabalhar parte da jornada em casa sob um novo modelo híbrido permanente que o banco está a implementar, refere site 6minutos.uol.

Embora algumas funções, como as de operadores, sejam mais fáceis de serem executadas no escritório, pelo menos dois terços dos funcionários do banco de investimento terão a possibilidade de trabalhar parte do tempo em casa, disse Hamers em entrevista à Bloomberg TV. Até os clientes do banco preferem realizar algumas reuniões online, em vez de ir ao escritório, disse.

“Os traders são claramente parte dos 25% a um terço cujas tarefas são realmente difíceis de executar em casa”, disse Hamers. “Mas, além desses, entre dois terços e 75% das nossas funções podem ser desempenhadas num mix de trabalho em casa e no escritório.”

O maior banco da Suíça procura permitir que, pelo menos dois terços de seus funcionários, trabalhem em casa e no escritório à medida que procura cortar custos e facilitar as contratações na disputa por talentos com rivais de Wall Street, que têm adoptado uma política menos flexível. Hamers, que ficou conhecido por usar tecnologia para cortar custos como ex-CEO do ING, disse que modelos de trabalho híbridos já haviam sido desenvolvidos antes da pandemia, a qual apenas acelerou a sua adopção.

“É uma nova forma de trabalhar”, disse. “Chegou para ficar.”

A decisão do UBS contrasta com muitos de seus concorrentes nos Estados Unidos, que têm pressionado para trazer os funcionários de volta ao escritório, embora estejam atentos às variantes do coronavírus. Entre os bancos europeus, o Deutsche Bank disse aos banqueiros de investimento dos EUA que espera o retorno aos escritórios no início de Setembro, embora a empresa tenha planos para permitir que os funcionários trabalhem em casa até três dias por semana.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...